Lupi apresenta 35 pré-candidatos a prefeito do PDT

Após apresentar para discussão, na Executiva do PDT-RJ, os nomes dos 35 pré-candidatos a prefeito, para as eleições municipais de outubro, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, informou no início da semana a seus integrantes (reunidos na sede da Fundação Leonel Brizola, no Rio), que as negociações com as diferentes correntes políticas ainda não terminaram; prosseguem em todo o Estado e a lista final de pré-candidatos pode chegar a cerca de 45 nomes nos 92 municípios fluminenses.

Os nomes dos pré-candidatos já escolhidos foram repassados um a um, município por município, não só na presença dos dirigentes partidários, como também dos deputados federais Paulo Ramos e Chico D’Ângelo, e da deputada estadual Martha Rocha, pré-candidata a prefeita do Rio de Janeiro. Na lista, há políticos estreantes em eleições majoritárias; mas também veteranos – ex-prefeitos, vereadores e novos filiados, como o ambientalista Axel Grael, indicado pelo prefeito Rodrigo Neves, de Niterói, como sucessor.

Entre os mais experientes está o ex-prefeito de Arraial do Cabo, Henrique Mellman, amigo de Leonel Brizola; e o ex-prefeito de Resende, Silvio Carvalho, filho do ex-secretário estadual e ex-prefeito, também, de Resende, Noel de Carvalho, e neto do brizolista Noel de Oliveira, fundador do PDT. Em Campos dos Goytacazes, a legenda do PDT estará sob a responsabilidade de Caio Viana, filho do ex-prefeito da cidade, Arnaldo Viana; enquanto em Japeri, na Baixada Fluminense, a candidata a prefeita será Fernanda Ontiveros, médica, filha do Dr. Ontiveros – militante histórico do partido desde Leonel Brizola.

Encerrado encontro da Executiva, o Diretório Regional se reuniu no auditório da sede da Fundação com a participação de muitos dos pré-candidatos do partido que, na ocasião, se apresentaram à militância e aos integrantes do diretório. Lupi, ao abrir a reunião, formou a mesa prestigiando as mulheres presentes pela data da véspera, Dia Internacional da Mulher, passando a palavra quase que imediatamente, para a deputada Martha Rocha.

Martha fez um relato dos últimos acontecimentos relacionados aos ataques de Bolsonaro às mulheres em geral e, especialmente, as jornalistas Patrícia Campos Mello e Vera Magalhães, que denunciaram nos jornais “Folha de São Paulo” e “Estado de São Paulo” irregularidades cometidas por Bolsonaro e filhos, especialmente impulsionamento de fake News contra desafetos pelas redes sociais – motivo que passassem a ser também perseguidas até com palavras de baixo calão. Martha assinalou que apesar de toda esta movimentação, disseminando ódio, progressivamente as ruas vêm registrando a crescente ojeriza de parte da opinião pública brasileira contra os expedientes usados pelo presidente e seus filhos.

Ela destacou a crescente insatisfação das pessoas que, em outro momento, votaram em Bolsonaro; e falou também da guerra surda que começou a ser travada em torno dos cargos disponíveis no extinto Ministério da Cultura, rebaixado a simples secretaria – mas, mesmo assim, alvo de pesada disputa interna.

“Temos sorte, somos felizardos por pertencermos a um partido que defende os interesses da população, que tem história e sempre teve compromisso com a Democracia e os Direitos Humanos”, observou Martha, frisando que acredita firmemente que isto fará diferença no próximo pleito – a favor do PDT e dos seus candidatos.

Na sua vez de falar, Axel Grael – saudado com grande carinho por Lupi por sua recente filiação ao partido e pelo fato de ser o braço direito de Rodrigo Neves – abriu dizendo que tinha muito orgulho de ter assinado ficha no PDT lembrando também que, no segundo governo Brizola, presidiu o Instituto Estadual de Florestas.

“Estar agora nas fileiras do PDT é para mim motivo de orgulho, junto com vários dos companheiros do PDT que aqui estão”, frisou, citando alguns deles, inclusive o vereador Andrigo e o deputado Chico D’Ângelo.

Por mais de duas horas, vários outros pré-candidatos se apresentaram e falaram de propostas na reunião do Diretório Regional, entre eles o ex-vereador Mazinho, de Duque de Caxias; Anderson Rocha, de Friburgo; Rodrigo Neca, de Nilópolis; Tarcísio, de Paracambi; e o ex-prefeito Riverton, de Macaé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + três =