Lula elogia políticas públicas de Maricá e gestão de Fabiano Horta

Dentro das comemorações dos 207 anos de aniversário de Maricá, o ciclo de debates que tem como tema “A Redução das Desigualdades Sociais”, foi marcado pela conversa entre o prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT); e o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, realizado em live no início da noite desta terça-feira (26).

Fabiano expôs todas as realizações das gestões de Maricá desde o tempo em que Washington Quaquá governou o município, seguindo firmemente as agendas políticas do PT, que vem se mantendo no poder executivo na cidade. O prefeito enfatizou a importância das iniciativas sociais adotadas em Maricá, inspiradas nas políticas criadas por Lula no Brasil.

“Os seus governos foram a inspiração objetiva pra que muitas polícias sociais que a gente construiu em Maricá se dessem”. E tem uma frase que é muito clara e muito pedagógica, que o senhor sempre repete, para explicar a inclusão das pessoas no Brasil que o senhor governou: a colocação do povo no orçamento. O segredo de Maricá também foi, com a construção da mobilidade de tarifa zero, com a moeda social e a renda básica de cidadania, com o passaporte universitário, com as políticas de transferência de renda que a cidade executou ao longo desses últimos 13 anos, foram muito inspiradas por esse princípio. E o Senhor sempre traduziu isso com muita clareza. É preciso colocar o povo no orçamento – frisou.

Lula lembrou que quando houve a descoberta de campos do petróleo na camada pré-sal, em seu segundo governo, no ano de 2009, ele havia tentado criar de um fundo soberano para destinação dos recursos. Ele lembrou que Maricá conseguiu criar o Fundo Soberano, em 2017, e que o saldo atual é de R$ 500 milhões. “Maricá é um símbolo de que o Brasil pode dar certo” – disse o ex-presidente.

“O Fundo Soberano, a nossa poupança, é um grande reservatório de recursos de royalties do petróleo. A gente deposita, mensalmente, parte dos recursos dos royalties do petróleo, e das participações especiais.  Criamos o Fundo Soberano para que a gente pudesse ter uma reserva dos royalties. Para que nos movimentos anticíclicos da economia a gente possa ter o desenvolvimento de políticas econômicas que façam ela se ativar novamente. A gente, graças a Deus, conseguiu passar pela pandemia, enfrentando ela com muita dureza, sem alocar recursos do Fundo Soberano” – expôs Fabiano.

Replicando o comentário de Fabiano, Lula ponderou: Tem uma coisa que eu acho sagrada, que é importante ficar bem claro para o povo. Muitas vezes, em muitas cidades do Brasil e do mundo, você tem umas determinadas coisas que geram uma riqueza naquela cidade. Aí aquela cidade usufrui daquela riqueza, faz praças maravilhosas, faz não sei das quantas, daqui a pouco aqueles tubos de riqueza desaparecem, aí a cidade fica com desemprego, as fabricas fecham, lojas fecham, comércio fecha, a cidade fica pobre”. Prosseguindo em seu raciocínio, Lula disse que fundo soberano “é uma ideia genial de você ter algo que possa contribuir com o desenvolvimento da cidade, com a geração de emprego da cidade, para que se um dia acabar o petróleo, Maricá não fique na miséria, ou seja, ela vai ter uma outra fonte geradora de emprego, salário e tranquilidade para a população de Maricá”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 10 =