Lixo acumulado em vários bairros de São Gonçalo

Raquel Morais

As chuvas de verão, comuns na estação mais quente do ano, chamam atenção para um problema grave que vai além deslizamentos de terra. As inundações. Não é difícil valões e rios transbordarem e o problema começa dentro de casa. O descarte incorreto de lixo é o fator principal para o entupimento desses córregos que transbordam e trazem tantos transtornos. A equipe de A TRIBUNA flagrou duas ruas na Covanca e em Sete Pontes, em São Gonçalo, em que o lixo está acumulado em calçadas, prejudicando até os pedestres caminharem.

Na Rua Marechal Floriano, na altura do número 546, na Covanca, bolsas de lixo, caixas e muito plástico estão acumulados em um poste. Mas o lixo está completamente revirado e a sujeira se espalha por toda a calçada.

O mesmo acontece na Rua Doutor Porciúncula na altura do número 2211, em Sete Pontes. Mas a situação nesse bairro está mais grave e o que era lixo no poste virou lixo em toda a calçada. O depósito irregular de lixo virou um ‘pequeno lixão’ e até entulho de obra é deixado nesse espaço. Os pedestres precisam caminhar pela rua para desviar da montanha de lixo.

A Prefeitura de São Gonçalo foi questionada sobre esse assunto e informou que a Subsecretaria de Limpeza Urbana confirmou que a coleta está regular em toda a cidade. Uma equipe será enviada aos locais para averiguar as denúncias e tomar as providências necessárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + seis =