Líder de tráfico em Niterói e seu filho são acusados de matarem PM no Rio

Augusto Aguiar –

O Portal Procurados divulgou nesta quinta-feira (28) um cartaz fixando recompensa de R$ 5 mil por informações que levem às prisões de Valdenir da Silva Ramalho,o Tazinho ou TZ, de 37 anos, chefe do tráfico de drogas nas comunidades do Viradouro (Santa Rosa), Preventório (Charitas) e Cantagalo (Pendotiba), na Zona Sul de Niterói, e de seu filho, Victor de Abreu Ramalho, o Vitinho ou VT, de 19 anos. Ainda segundo a Justiça, Valdenir já responde homicídio, organização criminosa e tráfico de drogas. Eles também costumam praticar roubos a pedestres e veículos em vários pontos de Niterói. Todos são ligados à facção criminosa Comando Vermelho (CV)e já são considerados foragidos da Justiça.

A Delegacia de Homicídios (DH/Capital) conseguiu identificar os dois traficantes como sendo os assassinos do sargento da PM Fábio Alexandre Eufrázio Silva, de 45 anos, que era lotado no 22º BPM (Maré).O sargento foi o 129º PM morto no estado. Atualmente, o número de militares mortos chega a 132 (até o fechamento dessa edição). De acordo com investigações, o crime ocorreu na madrugada do último dia 18, na Avenida dos Democráticos, em Manguinhos, Zona Norte do Rio. O policial realizava um patrulhamento pela região, ao lado de um companheiro de corporação, quando um outro veículo, um Cobalt, se aproximou da viatura onde estavam os policiais. O primeiro a descer do carro foi Edgard Gomes, conhecido como Cajá, que já se encontra preso. Em seguida, ao tentar abrir a porta da viatura para desembarcar, o sargento foi atacado a tiros, sendo alvejado com 19 tiros, disparados a curta distância. Fábio morreu no local.

O Grupo Especial de Local de Crime (GELC), da DH-Capital, atuou durante todo o dia do crime e a noite seguinte ao homicídio, apurando e identificando os autores. Prosseguindo na investigação, o delegado Brenno Carnevale, da DH-Capital, conseguiu obter, no último dia 20, junto ao Plantão Judiciário do Rio, a decretação da Prisão Temporária dos acusados, que vão responder pelo crime de Homicídio Qualificado. Equipes da DH-Capital continuam realizando diligências visando localizar e prender os assassinos, que também são procurados por outros delitos pela polícia de Niterói.

Em agosto de 2016, por exemplo, agentes da 79ª DP (Jurujuba), com apoio de outras delegacias de Niterói, São Gonçalo e Região dos Lagos, deflagraram a Operação Catamarã, na qual um dos alvos era TZ. Segundo os agentes, além de tráfico os criminosos estavam envolvidos em ocorrências de assaltos no bairro de São Francisco.

A especializada também trabalha para qualificar um quarto membro da quadrilha de criminosos, que foi identificado somente pelo apelido de RT. Quem tiver qualquer informação pode denunciar pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no número (21) 98849-6099; pelo facebook , ou pelo telefone do Disque-Denúncia, (21) 2253-1177.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 17 =