Leste Fluminense: Firjan mostra que desenvolvimento estagnou

Anderson Carvalho –

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) apresentou ontem o relatório do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), que apontou piora nos fatores sociais e econômicos em cidades do Leste Fluminense, como Niterói, Maricá, Itaboraí e São Gonçalo, inclusive nas áreas de Emprego e Renda, Educação e Saúde. O IFDM apontou que 97,8% das cidades fluminenses apresentaram desenvolvimento socioeconômico moderado ou alto em 2016 – taxa superior à média do Brasil, que chegou a 76,2%.

O IFDM de Niterói em 2016 foi de 0.7784, considerado moderado, o que o colocou em 683º lugar nacional e o 9º no estado. Na educação, a pontuação foi de 0.8273, a 1.892ª colocação nacional e a 33ª estadual. Na saúde, o índice foi de 0.8986. A colocação nacional foi a 744ª e a estadual, a 8ª. Em Emprego e Renda, o índice foi 0.6093, ou seja, a 736ª posição nacional e a 12ª estadual.

Em 2015, o IFDM de Niterói foi 0.7836, na 452ª posição nacional e a 7ª estadual. Na educação, a pontuação foi de 0.8330, na 1.647ª posição nacional e a 29ª no estado. Na saúde, o índice foi de 0.8995, na 629ª colocação nacional e a 9ª estadual. Em Emprego e Renda, a pontuação foi de 0.6184, na 466ª posição no país e a 14ª estadual.

Maricá apresentou o IFDM de 0.6771 em 2016, o 2.669º do país e o 49º estadual. Em 2015, o IFDM foi de 0.7083, o 1.653º nacional e o 40º no estado. O Emprego e Renda de 2016 foi de 0.3969, o 3.966º lugar no país e o 74º no estado. O de 2015 foi de 0.5055, sendo o 1.412º do Brasil e o 35º do estado. A educação em 2016 apresentou 0.7948, o 2.487º do país e o 51º estadual. Em 2015, foi de 0.7897, a 2.460ª nacional e a 49ª fluminense. A saúde em 2016 apresentou 0.8417, o 1.857º no Brasil e o 34º no Rio. Em 2015, foi 0.8297, o 1.928º no país e o 40º no estado.

Em Itaboraí o IFDM de 2016 foi 0.6379, o 3.529º nacional e o 81º estadual. Em 2015, foi de 0.6381, o 3.200º nacional e o 81º fluminense. A piora é reflexo da paralisação das obras do Complexo Petroquímico do Estado do Rio (Comperj). O Emprego e Renda de 2016 foi de 0.4082, o 3.733º do país e o 66º do Rio. Em 2015, foi 0.3935, o 3.265º nacional e o 78º estadual. Em 2014, foi 0.7194, o 482º no Brasil e 17º no estado. A educação em 2016 foi 0.7196, a 3.773ª nacional e a 81ª fluminense. Em 2015, foi 0.7258, a 3.598ª no país e a 79ª no Rio. Em 2014, foi 0.7138, o 3.497º no Brasil e o 80º no estado. Na saúde em 2016, foi 0.7859, o 2.935º nacional e o 58º estadual. Em 2015 foi 0.7950, o 2.575º no país e o 55º no estado.

Em São Gonçalo, o IFDM de 2016 foi 0.6189, o 3.609º nacional e o 83º estadual. Em 2015, 0.6261, o 3.455º no país e o 82º no estado. Em Emprego e Renda de 2016 foi 0.4708, o 2.410º no país e o 44º no estado. Em 2015, foi 0.4975, o 1.506º no Brasil e o 40º no Rio. Na educação em 2016, foi 0.6546, o 3.886º no Brasil e o 83º no Rio. Em 2015 e 2014, foi 0.6550. Em 2015, a colocação nacional foi 3.904ª. Na saúde em 2016 foi 0.7314, a 3.752ª nacional e a 80ª estadual. Em 2015, foi 0.7258, a 3.632ª nacional e a 77ª estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 11 =