Barreto vai ganhar novo Polo Gastronômico

Camilla Galeano

Para estimular a economia da cidade e também o empreendedorismo, o Polo Gastronômico formado no entorno da Praça Flávio Palmier da Veiga, no Barreto, agora tem a garantia do poder público para o seu funcionamento. Uma lei aprovada pela Câmara dos vereadores e que já está em vigor, estabelece regras com direitos e deveres para os comerciantes. A lei de autoria do vereador Paulo Bagueira, atual vice-prefeito eleito, foi feita para dar a garantia de trabalho aos comerciantes e a garantia da qualidade do produto a ser consumido.

“Essa lei foi sancionada pelo prefeito Rodrigo Neves e já está valendo. Ela dá as garantias legais para o estabelecimento de regras de funcionamento do Polo Gastronômico do Barreto, que foi criado a partir de uma outra lei minha, a de número 3467/2020, publicada em 9 de janeiro desse ano. Aquele local congrega uma série de edifícios residenciais, que foram construídos a partir de uma lei nossa que reviu os parâmetros urbanos da região, o que possibilitou uma revitalização do bairro, com a chegada de novos moradores, aquecimento do comércio e dos serviços, além da presença maior do poder público”, disse Bagueira.

O Polo Gastronômico é composto por tradicionais comerciantes da região e por proprietários de trailers e food trucks que se instalaram na Rua Guimarães Junior. Atualmente são seis expositores no local oferecendo comidas com sabor e de qualidade. Um deles é o Evandro, que tem um trailer de crepe há seis anos e meio na praça e diz que já chegou a vender 80 crepes no fim de semana.

“Muitos moradores do entorno são da indústria naval e perderam o emprego com a crise. Com isso o movimento diminuiu. Mas quando colocamos o delivery agora na pandemia, até pessoas do Rio passaram a fazer pedidos”, disse Evandro.

Evandro acha que essa lei vai facilitar muito para cada um que deseja ter um food track na cidade. Antes, cada pessoa ou grupo que quisesse criar um polo deveria ir à Câmara pedir a criação da lei para aquele local e esperar que fosse aprovada. Agora a lei vale para toda a cidade.

“Agora basta pegar autorização na Guarda Municipal para colocar o trailer no local. Isso facilita muito pra gente. Aqui no Barreto, por exemplo, é um polo de bairro. E é bem legal. Eu costumo dizer que a gente sabe ate o nome do cachorrinho dos moradores. O movimento do bairro a gente tem. Rua movimentada é segurança. A bagunça não chega. Quanto mais polos, mais segurança a rua tem. Fora o trabalho da polícia que temos em Niterói que é excelente”.

Luiz Paulino Moreira Leite, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico lembra que, por conta de incentivos fiscais dados nos últimos anos em Niterói no segmento de serviços, o cenário econômico é positivo, mesmo diante do cenário nacional de crise. Ele revela que o niteroiense tem um perfil de consumo alto, com grandes redes e grifes instaladas na cidade, em corredores principais de comércio, incluindo pontos como Icaraí e Jardim Icaraí, entre outros.

“Nosso objetivo é ampliar o segmento de novos negócios setorizando ou não por bairros e, através da criação da Agência de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Secretaria de Fazenda, buscar um novo tipo de investidor e estimulando também áreas como a Região Oceânica, Fonseca e o próprio Barreto, incluindo locais como Venda da Cruz e Largo do Moura”, explica.



One thought on “Barreto vai ganhar novo Polo Gastronômico

  • 27 de novembro de 2020 em 16:41
    Permalink

    Sem querer ser chato, mas já sendo (apesar da boa notícia), mas… e o Polo Gastronômico da Cantareira? Ficará ao Deus dará?

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − seis =