Ladrões roubam três casas em condomínio de Itaipu

Augusto Aguiar
Pedro Conforte

“Eram três homens, sendo um deles com uma arma de fogo e os outros dois portando facas. Eles invadiram três casas de um condomínio com quatro imóveis. Renderam moradores, mantiveram vítimas como reféns e fugiram levando vários pertences em dois carros de moradores. Eles ficaram cerca de uma hora e meia no condomínio, das 19h30min às 21 horas”. O relato de uma pessoa, que preferiu o anonimato, demonstrou o pânico a que os moradores de um condomínio, situado na antiga Rua O, em Itaipu, Região Oceânica de Niterói, foram submetidos, na noite do último domingo. Na tarde de ontem, o local foi periciado por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), após a ocorrência ter sido registrada na 81ª DP (Itaipu). A especializada vai requerer imagens de câmeras de segurança instaladas no perímetro para ajudar na identificação dos bandidos, que teriam idades entre 16 e 20 anos.

De acordo com informes, por volta das 19h30min, os três criminosos entraram no condomínio e inicialmente renderam o irmão de um morador que deixava o local. Ele teria sido surpreendido e obrigado e levar os bandidos até um dos imóveis. De lá, os marginais roubaram vários objetos, como eletroeletrônicos, entre outros pertences. Outras vítimas que estariam nessa residência foram mantidas como reféns e trancadas. Os pertences roubados foram colocados dentro de um dos veículos dos moradores, um Chevrolet Ágile, de cor branca, placa KQY-3267. “Logo depois, eles foram para outra casa, renderam um segundo morador. Eles teriam obrigado a primeira vítima a chamar pelo vizinho, para assim surpreendê-lo também. Depois de ser abordado, ele também teve vários pertences e dinheiro roubados do imóvel, que foram colocados dentro de um outro carro de morador, modelo Ford Focus (placa KYB 6338)”, afirmou uma pessoa ligada a um dos moradores.

1 - IMG_4883

Como se não bastasse a ousadia dos criminosos, ainda dentro do condomínio os ladrões partiram para roubar o terceiro imóvel, e após retirarem vários pertences no primeiro nível da casa, uma das vítimas percebeu a movimentação estranha no local e teria acionado a polícia. Os bandidos teriam percebido e fugiram levando diversos objetos nos dois carros. “Certa vez, encontrei a casa da minha mãe revirada e ela morta na cama, em 2011. Só tinha a diferença do gás aberto. Foi em São Gonçalo”, lembrou um morador. “Eles só foram embora porque um vizinho viu e chamou a polícia. Acho que o montante foi de R$ 200 mil em computadores, nos quais estavam projetos de softwares. Outros R$ 10 mil em aparelhos eletroeletrônicos”, afirmou outra vítima.

“Suspeitei de nada, achei que era uma reclamação de algum morador…os criminosos saíram de trás de umas plantas. Apontou a arma, e colocou a faca no meu pescoço, pediu o dinheiro e ficou a faca o tempo todo.. Pegou R$ 1.800,00. Revirou tudo. Mandou eu mesmo levar o PC e a TV (’47’) no carro. Eles ameaçavam o tempo todo”, afirmou o morador. No condomínio os moradores preferiram não se identificar e acrescentaram que no local havia uma “falsa sensação de segurança” e todos que foram roubados pensam em deixar o local, lembrando que há cerca de dois meses uma casa de eventos foi roubada em frente ao mesmo condomínio. Na ocorrência da noite de domingo, segundo a PM, o 12º Batalhão não chegou a ser acionado para o local e os moradores relataram os fatos na 81ª DP (Itaipu). De acordo com os números do Instituto de Segurança Pública (ISP), relativos ao mês de fevereiro (últimos dados divulgados), Niterói apresentou 10 registros de crimes de roubos de residências, sendo o mesmo número de queixas registradas no mês anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − um =