Laboratório de Testagem da UFF terá robô para agilizar testes

Raquel Morais

O Centro de Testagem da UFF, que fica no Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), está prestes a quadruplicar a quantidade de exames de Covid-19. Para os próximos meses a universidade passará a contar com um equipamento como um robô (EpMotion) que acelera e automatiza o processo de testagem para o diagnóstico da doença. A novidade tecnológica faz parte do projeto Rede Vírus do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, que tem o objetivo de aumentar em nível nacional o diagnóstico molecular do ‘SARS-CoV-2’, fragmento conhecido como RNA.

O objetivo do Centro com a modernização é atingir a marca de 15 mil exames nos próximos meses, aumentar a demanda em até quatro vezes e a produtividade para média de 192 testes diários ou mais.

“Por mudar o modo de operação de manual para automatizado, o equipamento foi chamado de robô, mas de fato tudo depende da operação humana”, contou a farmacêutica e bioquímica da Faculdade de Medicina, Andrea Alice da Silva, que coordena o Laboratório Multiusuário de Apoio à Pesquisa em Nefrologia e Ciências Médicas (Lamap).

Segundo ela, o aparelho realiza várias etapas de pipetagem e mistura de reagentes dentro de uma programação preestabelecida, permitindo aumentar a demanda em até quatro vezes, já que a parte mais demorada do ensaio molecular é a extração do RNA viral. Esse procedimento consiste em detectar a presença do vírus na amostra biológica, por meio da extração de alguns de seus fragmentos (que chamamos de RNA) presentes nas células. Andrea explica ainda que a automatização possibilita, além da rapidez, uma maior segurança biológica, fatores muito importantes em se tratando de doenças virais altamente contagiosas.

“Essa conquista coloca a UFF preparada para enfrentar qualquer epidemia que necessite do diagnóstico molecular no futuro, o que obviamente não queremos que ocorra tão cedo”, enfatizou.

O Centro de Testagem atende os municípios da Região Metropolitana assim como recebe materiais para análise da Prefeitura de Niterói, internados do Huap além de funcionários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 7 =