Julgamento da ‘viúva negra’ é adiado em Niterói

Marcado para esta terça-feira (02) o julgamento de Rafaela Damas Ribeiro dos Santos, de 30 anos, que ficou conhecida em Niterói como “viúva negra”, foi transferido para o dia 16 de abril no Fórum da 3ª Vara Criminal da cidade. Ela é acusada pela Justiça por tramar o assassinato do próprio marido, o oficial de Marinha William Alzeman da Silva Neves, de 30 anos, para receber dois seguros de vida no valor de R$ 2,4 milhões. Rafaela e William mantinham um relacionamento de 15 anos, quando ocorreu o crime.

A assessoria do Tribunal de Justiça informou que o julgamento foi adiado a pedido da defesa de Rafaela. “É uma falta de respeito. Eles estão tentando ganhar tempo. Como pode um advogado dar entrada de um atestado médico para forçar o adiamento? No mínimo uma manobra indelicada. Sei das intenções dele, e, por isso, estarei reunido com meus advogados essa semana para traçar uma nova linha de acusação em cima deste fato”, lamentou o pai da vítima, o comerciante Ubiracy Dias das Neves, de 57 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *