Juiz federal será candidato ao Governo do Estado pelo PSC

Wellington Serrano –

O Partido Social Cristão (PSC) lançará um candidato próprio ao Governo do Rio de Janeiro. A informação é do secretário-geral da legenda, o deputado federal Filipe Pereira. Segundo ele, desde o ano passado o partido ‘namorava’ a pré-candidatura do juiz federal Wilson José Witzel, de 50 anos, que aceitou ser o novo nome no Estado, que servirá como um dos principais palanques para o candidato da legenda à Presidência da República, o ex-presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, que deixou o cargo em abril para disputar as eleições.

Witzel, que não se aposentou, terá de abandonar definitivamente a magistratura de 17 anos para seguir a carreira política, como exige a legislação eleitoral. Segundo Filipe, o magistrado comandou durante anos uma Vara de Execuções Penais no Rio e no Espírito Santo, estado vizinho, o que o levou a ser perseguido e sofrer diversas ameaças de organizações criminosas. Por esse motivo, o juiz andou com escolta policial há algum tempo. Witzel também tinha sido procurado pelo Patriotas para ser candidato pela sigla.

“O PSC estava em busca de um nome até por causa desta vacância que está existindo, principalmente em nosso Estado e no Brasil. E, ao sondarmos quais poderiam ser os possíveis nomes, acabamos sendo abordados por algumas lideranças que indicaram o nome de Witzel, que externou esse desejo de ser realmente candidato a governador”, disse o deputado.

No Rio, Witzel já foi defensor público durante quatro anos e promotor concursado do Instituto de Previdência do estado do Rio de Janeiro (Iperj) e também teve oito anos como fuzileiro naval oficial da reserva.

“Uma pessoa que mostrou ter currículo, bagagem, capacidade e, principalmente, o desejo de fazer a diferença em nosso Estado e com apenas um mês o seu nome ventilando pela política já aparece nas pesquisas com 3,2% das intenções dos votos”, afirmou.

Segundo Filipe, que é pré-candidato à reeleição, apesar de muitos avaliarem que os atuais candidatos não têm mais credibilidade, a leitura da política no Estado está sendo feita errada.

“Estamos vendo a justiça fazer valer o direito de todos e políticos que fazem coisa errada estão sendo presos, este sim é o verdadeiro momento de acreditar na política. Sou agente desta mudança também”, disse.

O deputado afirmou que Witzel tem uma visão do interior do Estado muito boa.

“Ele tem um cuidado e carinho, tem vários títulos de reconhecimento e visão da realidade. Não será um governador somente da capital como foi o Cabral. Temos que fazer o interior se desenvolver, por exemplo, não pode os trabalhadores de Cachoeira de Macacu ter que sair de sua cidade para fazer compras na Ceasa do Rio de Janeiro. Isso é falta de um planejamento mais amplo”, realçou Filipe.

Segundo Filipe, referente à chapa dos candidatos que disputarão uma cadeira na Alerj, o PSC tem a previsão de eleger quatro deputados.

“Ainda temos a previsão de eleger dois deputados federais. E pelo Brasil afora, com chance real de se eleger, temos no Amazonas o pré-candidato a governador Wilson Lima; do Sul, também como governador, Cláudio Cavol, temos o promotor Sérgio Harfouche, que será candidato ao Senado; no Mato Grosso do Sul, teremos também o empresário Doutor Reinaldo como candidato ao governo; no Sergipe, André Moura será nosso candidato a senador e em Pernambuco André Ferreira também será nosso candidato ao Senado. Estamos ramificando e seremos referência”, concluiu o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dezesseis =