Judô feminino: Alana Maldonado conquista 1º ouro da história do Brasil

A judoca Alana Maldonado, de 26 anos, é a primeira mulher brasileira da modalidade a subir no lugar mais alto do pódio em uma edição de Jogos Paralímpicos. Na madrugada deste domingo (horário de Brasília), com um wazari, a paulista de Tupã derrotou a georgiana Ina Kaldan, na final da categoria até 70kg, e conquistou o primeiro ouro para o judô brasileiro em Tóquio. Vale ressaltar que Alana também já havia sido a primeira brasileira campeã mundial de judô, em 2018.

“Agradeço a toda a minha família e à comissão técnica, que estiveram sempre do meu lado neste ciclo tão difícil. Sou outra atleta em relação aos Jogos do Rio. No Brasil, estava do lado dos meus amigos e da minha família. Agora, fui campeã na terra do judô. Obrigado a todos que torceram. Esta medalha não é só minha. É de todos”, disse Alana. 

Somando este pódio, o Brasil já conquistou 327 medalhas na história dos Jogos Paralímpicos. Além disso, o país chegou à 95ª medalha de ouro – faltando cinco para a 100ª.  Ainda são 117 de prata e 115 de bronze. 

Histórico 
Alana descobriu a doença de Stargardt aos 14 anos. Já praticava judô desde os quatro, mas, somente em 2014, quando entrou para a faculdade, começou no judô paralímpico. Ela é líder do ranking mundial em sua categoria. 

Além do ouro paralímpico e mundial, a judoca foi prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 e Lima 2019, bem como nos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Foto: Mikihito Matsui/CPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + onze =