Jourdan Amóra: Estado precisa de Nova Capital (XVI)

Uma nova e programada expansão urbana é capaz de evitar que os 21 municípios da Região Metropolitana percam o seu espaço verde e o agravamento do quadro da poluição da Baía de Guanabara. Neste último item é necessário considerar o processo de degradação dos manguezais e restingas e perdas do patrimônio da Mata Atlântica e os prejuízos causados à navegação – especialmente das barcas – em função do esquecimento desta valiosa área situada distante da capital e com difícil acesso.

A determinação da criação da Área de Preservação Ambiental de Guapimirim e da Estação Ecológica da Baía de Guanabara, não se traduz em atenções para a proteção dos recursos naturais. É preciso considerar o projeto da nova capital como um passo para despertar o conhecimento e gerar soluções para imensa área de grande proteção, que não pode ser ocupada desordenadamente, mas através de um Plano disciplinador e gerador de soluções.

A área abrangida pela Estação Ecológica é composta pelos municípios de Guapimirim, Itaboraí, Magé e São Gonçalo, com muitas desembocaduras, das quais apenas as dos rios Guarai e Casseribu possuem alguma condição de balneabilidade. Pastagens, clareiras a e vegetação altamente degradada estão ali presentes. Um estudo indicou dados impressionantes da degradação: Guapimirim contava originariamente com 36 km de área vegetal da Mata Atlântica e agora só dispõe de 9,5 km. Os mangues foram reduzidos para 2,7 km, as restingas para 0% . O percentual restante de vegetação é de apenas 34% da área original. Itaboraí só conta com 1,5% dos 42 km originais de Mata Atlântica e sobrara 1% de mangues, 71% de restinga e 6% de vegetação. Magé dispunha de 38 km de Mata Atlântica, conta com apenas 12, 0,8% de mangues, 71% de restinga e o remanescente de vegetação é de 35%. São Gonçalo originariamente conta com 24 km de Mata Atlântica e hoje só dispõe de 11% e apenas 1,3% sobrou dos mangues.
Poucas pessoas e entidades conhecem a biodiversidade dos mangues. (Continua)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 1 =