JOURDAN AMÓRA 27 – AS OBRAS E SERVIÇOS QUE AS CIDADES PRECISAM (LXXXVI)

A Federação das Indústrias detalhou um amplo plano técnico com várias alternativas para ofertar à região da Baia de Guanabara a adequada e econômica mobilidade interurbana, inclusive com dados de tempos gastos nos atuais e futuros percursos elaborados pelos seus especialistas.

Nenhuma autoridade se manifestou diante da colaboração tão importante. Ficaram no silêncio, Ministros, Senadores, Deputados, Prefeitos, Vereadores e partidos políticos, com a omissão de também das entidades comunitárias ou da grande maioria das empresas de comunicação e ausência participativa do Ministério Público e do Tribunal de Contas.

O projeto teve a observação de críticas e debates promovidos pela imprensa e de precioso estudo do experiente arquiteto Pedro Lentino então diretor das Escolas de Arquitetura e Urbanismo e premiado internacionalmente com projetos de urbanismo, como a reformulação da Orla de Piratininga, que logo se valorizou como moderno centro habitacional.

Não foi uma iniciativa voltada apenas para os anseios do setor industrial, mas de larga abrangência beneficiando todos os setores de atividades numa região

Não visou a elite empresarial, mas a todas as atividades econômicas e sociais. Centrou-se em ofertar o modelo de vida indispensável aos trabalhadores e prestadores de serviços. Zelou pela gente humilde que trabalha e estudo, não podendo perder metade do dia útil de trabalho, educação e lazer e educação, no horror do tráfego pesado, perigoso e caro. (Continua)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.