Jogos Paralímpicos: Brasil estreia com vitórias no tênis de mesa

Atletas paralímpicos brasileiros também fizeram bonito na estreia do tênis de mesa, nos Jogos de Tóquio 2020. Os mesa-tenistas brasileiros também iniciaram a jornada nos Jogos Paralímpicos de Tóquio neste primeiro dia de competições.

Foram duas vitórias: Cátia Cristina (classe 2) venceu a finlandesa Aino Tapola por 3 sets a 1, enquanto David Andrade (classe 3), por W.O, derrotou o sueco Alexander Oehgren. Na noite desta quarta-feira (25) às 23h40 (horário de Brasília), Cátia enfrentará a polonesa Dorota Buclaw (classe 1). Já David vai encarar o tailandês Yuttajak Glinbancheun, na quinta-feira (26) às 8h.

Contudo, na esgrima o começo foi mais complicado. Os esgrimistas gaúchos Vanderson Chaves e Mônica Santos estrearam em Tóquio no sabre, categoria B (para atletas com menor mobilidade no tronco e equilíbrio). Ambos finalizaram suas participações na fase de pules, sem vitórias. Vanderson foi o primeiro a ir para a pista. Foi superado pelo húngaro Istvan Tarjanyi (5 a 1), por Alexander Kurzin, representante do Comitê Paralímpico Russo (5 a 0), pelo francês Maxime Valet (5 a 1), pelo polonês Grzegorz Pluta (5 a 2) e pelo canadense Pierre Mainville (5 a 0).

Logo depois, foi a vez de Mônica, que teve desempenho parecido ao do companheiro de Seleção. Foi vencida pela húngara Blogarka Mezo, pela japonesa Chisato Abe e pela ucraniana Olena Fedota, pelo mesmo placar: 5 a 1. Fez um jogo mais parelho com a representante do Comitê Paralímpico Russo, Irina Mishurova (5 a 3), mas não marcou pontos diante da chinesa Tan Shumei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − seis =