Jogadores do PSG e Basaksehir abandonam partida após racismo

Uma partida de futebol pela Champions League acontecia nesta terça-feira (8) entre o Paris Saint-Germain (PSG) e o time turco, Istanbul Basaksehir, quando aconteceu um triste episódio de racismo envolvendo o 4º árbitro e o auxiliar-técnico do time turco. Os atacantes Neymar e Mbappé, do PSG, se mostraram solidários aos atletas do time turco e apoiaram o adversário a abandonar o campo em protesto.

Em imagens reproduzidas é possível ver os jogadores Neymar e Mbappé falando com o árbitro romeno Ovidiu Hategan e dizendo que o PSG também não regressaria à partida enquanto Sebastian Coltescu, o 4º árbitro, estivesse em campo.

Aos 14 minutos do 1º tempo, o duelo foi interrompido depois que o auxiliar-técnico do Basaksehir, o camaronês Pierre Webó, acusou o 4º árbitro do jogo, Sebastian Coltescu, de ter o ofendido com uso de termo racista.

Revoltados, os atletas da equipe turca conversaram por longo período com o árbitro Ovidiu Hategan e, em seguida, abandonaram o gramado no Parque dos Príncipes.

O time do PSG se juntou aos protestos durante todo o tempo e também abandonou o gramado.

O narrador Jorge Iggor foi elogiado nas redes sociais pelo seu discurso.

Parte do discurso do narrador Jorge Iggor

Milhares de pessoas demonstraram apoio a manifestação dos jogadores quando eles decidiram deixar o campo e não continuar com a partida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =