Itacoatiara: vítimas prestam depoimento

Augusto Aguiar

A equipe de investigação da 81ª DP (Itaipu) e policiais militares do 12º BPM (Niterói) estão somando forças para identificar os criminosos que invadiram uma residência em Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói, mantiveram um médico, sua família (incluindo crianças) e uma babá como reféns, roubando vários pertences e fugindo em seguida. O roubo ocorreu na manhã de quarta-feira, mobilizando a polícia, que ouviu as vítimas e requisitou imagens de câmeras de segurança instaladas na região para ajudar na identificação dos marginais.

Essa modalidade de crime, de acordo com números do Instituto de Segurança Pública (ISP), teria apresentado uma redução com o passar dos anos na Região Oceânica, com a intensificação do policiamento, mas ainda existem quadrilhas que atuam em vários bairros, agindo com violência contra as vítimas, deixando um rastro de pânico por onde atacam. De janeiro a junho do ano passado, as delegacias que servem a cidade registraram 33 ocorrências do gênero, sendo 39% delas na Região Oceânica. Ainda no ano passado, o então titular da 81ª DP, Lauro Rangel, informou que a distrital não estaria economizando esforços para coibir essa prática na região, destacando que 40% dos incidentes haviam sido solucionados e que diligências estavam sendo realizadas com o objetivo de identificar quadrilhas. Contatos também estavam sendo mantidos com outras distritais para mapear ação dos marginais em outras regiões. Um banco de dados sobre esses criminosos (identificados) também foi criado.

Seguindo esse procedimento, em maio desse ano, policiais civis e militares revelaram, por exemplo, que traficantes que atuam na Zona Norte de Niterói, estariam também roubando residências na Região Oceânica (além de roubos de veículos). Ainda, de acordo com os policiais, o “foco” de várias ocorrências seria o Morro do Castro, de onde se originariam vários acusados. Alguns desses criminosos já foram presos (inclusive em Maricá). De janeiro a abril (segundo o ISP) desse ano foram registrados 26 ocorrências de roubos de residências em Niterói, sendo sete deles formalizados na Região Oceânica.

No início do mês de abril três bandidos, sendo um deles portando uma arma de fogo e facas, invadiu um condomínio, em Itaipu, roubando três residências dos quatro imóveis situados no local. Renderam moradores, mantiveram vítimas como reféns e fugiram levando vários pertences em dois carros das vítimas. Eles ficaram cerca de uma hora e meia no condomínio. Temendo novas ocorrências, algumas vítimas afirmaram que iriam se mudar para outro local. Em apenas um dos imóveis os marginais roubaram pertences avaliados em cerca de R$ 200 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *