“Itaboraí está preparada para volta do Comperj”, diz Dr. Sadinoel

O prefeito de Itaboraí Dr. Sadinoel (PMB) diz que nunca antes da história do município a cidade se preparou tão bem para a retomada das obras do Comperj. Ele disse que, se comprovada mesmo à contratação da empresa chinesa Shandong Kerui Petroleum, conforme afirmam os sindicatos, para tocar a construção da Unidade Processamento de Gás Natural (UPGN), o município vai acabar com o sofrimento da população.

“Por enquanto as informações que tenho são extraoficiais. A Petrobras somente nos procurou para afirmar que dá continuidade ao processo licitatório da UPGN Rota 3, através de quatro propostas comerciais das licitantes convidadas para o certame recebidas no dia 25 de setembro”, desconfiou o prefeito.

Conforme A TRIBUNA antecipou ontem Dr. Sadinoel disse que as etapas agora do processo na estatal envolvem análise de documentos e que a divulgação da classificação e negociação comercial, concluindo com a assinatura do contrato, está prevista para o 1º trimestre de 2018.

No entanto, o prefeito comemorou os rumos da situação e disse que, por via das dúvidas, já mobilizou todo o seu secretariado para não cair em erros como há três anos quando a cidade viu desaparecer os mais de 30 mil empregos. “Voltamos a sonhar com a expectativa de retomada das obras do Comperj, mas desta vez estamos com o pé no chão”, afirma ele.

O secretário de Fazenda do município, Edson Brandão, é um dos comandados do prefeito que tem a orientação de acomodar os ex-trabalhadores que já foram atrás de informações e de uma vaga.

“Estamos em parceria com os sindicatos, incentivamos a criação de novos negócios, através de parceria com a rodada de negócios com apoio do Sebrae para incentivar as micro e pequenas empresas e criamos o Sistema Nacional de Empregos (Sine), que será o órgão responsável pelas demandas daqui e de outros municípios da região do entorno”, disse o secretário.

Para o prefeito Dr. Sadinoel, a notícia da retomada das obras causou expectativa. “Estamos preparados com os trabalhadores qualificados e o salário em dia dos nossos três mil servidores para que todos trabalhem com empenho para gerar emprego fora do executivo. Hoje, o maior empregador, fora a prefeitura, é o comércio de mercado”, revelou.

Segundo o prefeito, outra ação que montou para preparar a cidade para tudo que pode vir pela frente foi à criação da Comissão técnica para revisão do Plano Diretor do Município. “Estamos com os membros, das secretarias de Meio Ambiente e Urbanismo (três), Obras, Habitação e Políticas Sociais, Serviços Públicos, Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável e a de Governo nos distritos convidando o morador que será parte integrante na acomodação das vagas existentes aqui em nossa cidade”, concluiu.

Dr. Sadinoel diz que a equipe já elaborou propostas para atualização do Plano Diretor no sentido de incluir ações de desenvolvimento do setor petroquímico. “Estamos com cronograma de reuniões públicas em cada distrito da cidade e apresentação de propostas por parte de segmentos da sociedade civil. O Plano Diretor tem um conjunto de diretrizes que orientam ações para o desenvolvimento urbano do município e os moradores têm que participar para ouvirmos deles as principais demandas na geração de empregos”, concluiu Dr. Sadinoel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =