Itaboraí com bandeira vermelha para Covid-19

Em uma edição extra do Diário Oficial da sexta-feira passada a cidade de Itaboraí está classificada com a bandeira vermelha para o combate a pandemia do coronavírus. O estágio vermelho trata das normativas para evitar o avanço da doença que está em nível avançado de contaminação. Permanece obrigatório o uso de máscara de proteção, o distanciamento social de 1,5 metros e a limpeza das mãos com álcool 70%, por exemplo.


A bandeira vermelha significa a necessidade de uma restrição parcial. Em ambiente social as pessoas que são do grupo de risco devem respeitar o isolamento em suas casas. Mesmo quem não for grupo de risco deve evitar sair de casa; viagens não essenciais devem ser remarcadas e visitas em hospitais e asilos estão suspensas.

De acordo com o Diário Oficial, bares, restaurantes e lanchonetes só podem funcionar com 30% a capacidade até no máximo 23h59mincom distanciamento de 2 metros entre as mesas, inclusive praça de alimentação. O comércio de farmácias, mercados, óticas, material de construção, informática, limpeza e autopeças podem funcionar sem alterações. Já os ambulantes só podem trabalhar em áreas delimitadas pelo poder público com 50% da capacidade. O setor de salões de beleza e similares podem funcionar com capacidade de 30% e academias com 25% em regime de personal (equipamentos de difícil higienização estão proibidos).

Oficinas, chaveiros, locadoras de automóveis, reparo de equipamentos de informática e comunicação e copiadoras também podem funcionar. Estão suspensas as atividades na área da educação, turismo, cultura, salões e casas de festas, competições esportivas, treinos e jogos. Já o funcionalismo público poderá funcionar com 75% de capacidade em regime de plantão, escala ou teletrabalho. Atos religiosos com lotação máxima de 30% da capacidade total.

No último dia 3 a prefeitura divulgou nas redes sociais o adiamento das provas para o concurso público para a pasta de educação que seriam realizadas no dia 6. O responsável pela secretaria de educação municipal, Osório de Souza, explicou que o adiamento tem por intuito manter as medidas de segurança e proteção tanto dos candidatos como dos colaboradores por conta da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 1 =