Itaboraí busca entendimento para finalizar PAC de Porto das Caixas

O secretário de Habitação e Políticas Sociais de Itaboraí, Clóvis Raimundo Thomé, realizou nesta quinta-feira (16) a primeira reunião desta nova gestão com os moradores contemplados para habitar as casas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Porto das Caixas.
Acompanhado pela sua subsecretária, Mônica Vírgilio, e pelo coordenador regional de Porto das Caixas e Visconde, Ramon Vieira, o secretário conversou e esclareceu dúvidas dos moradores em relação as obras do PAC, paralisadas há aproximadamente um ano.

Segundo o secretário, alguns problemas estão dificultando a retomada das obras, principalmente a falta de pagamento à construtora. A Prefeitura de Itaboraí vai buscar junto a Caixa Econômica Federal uma reprogramação da obra, pois devido as muitas paralisações, o financeiro foi se esvaecendo e a construção necessitando de manutenção.

“Assumimos um governo às escuras, sem podermos sequer realizar um processo de transição. Mas a pedido do prefeito Dr. Sadinoel, que por sinal tem um enorme carinho pelos moradores de Porto das Caixas, assumimos essa responsabilidade de entregar essas casas a vocês. Acredito que no máximo em três meses, as obras serão retomadas”, afirmou Clóvis Raimundo, engenheiro e também secretário municipal de Obras e Serviços Públicos.

Lançado em 2006 e assinado o convênio em 2007, as obras do PAC de Porto das Caixas começaram em 2011, e contou com inúmeras fases de paralisações. Ao todo, 160 famílias, que vivem atualmente em áreas de risco, próximas a antiga adutora da Companhia Estadual de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae) serão beneficiadas. São 10 blocos de apartamentos, sendo cada unidade com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. E contará ainda com creche, centro social, quadra poliesportiva, instalação de redes de água e esgoto, sistema de captação de águas pluviais e iluminação.

A moradora Maria Ângela dos Santos, de 40 anos, acredita que o sonho da casa própria está mais perto. Quem compartilha do mesmo pensamento é a dona de casa Devanilde Damasceno, 75 anos. Segundo a moradora, ela é uma das que lutam incansavelmente pela entrega das casas aos moradores que necessitam.

“Eu e a comunidade estamos dando um voto de confiança e credibilidade à Prefeitura de Itaboraí. Acredito que esta nova gestão irá nos ajudar. Eu conheço o prefeito Sadinoel desde menino, quando ele vinha jogar bola no campo aqui perto de casa, é um homem de palavra”, disse Devanilde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 4 =