Insegurança na Região Oceânica

Raquel Morais

Índices constatados pelas Nações Unidas e Organizações Não Governamentais (ONGs) do Rio de Janeiro apontaram que o bairro de Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói, apresentou aumento dos índices de violência em 473%. Apesar da afirmativa, os índices do Instituto de Segurança Pública (ISP) no quesito total de registros da RO apresentou queda de 26,20% no comparativo de janeiro de 2017 e 2016.

O estudo analisou todas as regiões do Grande Rio em quesitos como roubo, arrombamento, invasão de domicílio, furtos e transgressões ambientais. O documento feito pela ONU comparou janeiro e fevereiro de 2016 com os mesmos meses de 2017. Segundo fontes das Nações Unidas, o crescimento da violência e o tráfico de drogas são as duas maiores preocupações da organização, atrás apenas dos acontecimentos no Oriente Médio.

O aumento da violência em quase 500%, divulgado no relatório, se contrapõe à estrutura do bairro, que possui apenas uma entrada, é vigiado pela Polícia Militar através de uma cabine, o bairro é monitorado por câmeras de vigilância e tem trechos ainda protegidos pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Segundo relatório do ISP, em janeiro de 2017 aumentaram somente os números de homicídio culposo (de 0 para 2), lesão corporal culposa (de 28 para 30), roubo em coletivo (de 0 para 1), furto de veículos (de 14 para 16) e apreensão de drogas (de 6 para 9).

O empresário Márcio Gomes, de 53 anos, disse que mora no bairro há 13 anos e lembra que a violência tem crescido em todos os pontos da cidade. “A gente tem um pouco mais de tranquilidade aqui, mas isso tem diminuído ano a ano. A sensação de segurança que tínhamos há cinco anos já não existe mais. Temos sempre que ficar alertas, menos que em outros bairros, mas alerta”.

O bairro tem uma das praias mais belas. Na edição desta quarta-feira, A TRIBUNA publicou matéria sobre um levantamento que coloca a praia do bairro entre as 12 melhores, segundo turistas ouvidos por um site de viagens.

A Sociedade de Amigos e Moradores de Itacoatiara (Soami) informou que nada de significativo ocorreu no último ano que indique um aumento da insegurança no bairro em relação aos períodos anteriores. O sistema de segurança local foi reforçado em 2016 com a alocação de uma viatura adicional da PM baseada no DPO e a expansão do sistema de câmeras distribuídas pelas ruas do bairro, cujas imagens são utilizadas pelas polícias Militar e Civil na prevenção e investigação de delitos. Outro aprimoramento foi a implantação do estacionamento pago, a cargo de 40 guardadores às sextas, sábados, domingos e feriados, que zerou a média de furtos e roubos de veículos desde que foi implantado no último dia 1º de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 8 =