Inscritos no MCMV de Vila Esperança devem passar por recadastramento

A Prefeitura de Itaboraí iniciou nesta sexta a convocação de todos os inscritos do município, que em algum momento se cadastraram no programa “Minha Casa, Minha Vida” para o bairro de Vila Esperança (antiga Reta). Ao todo, aproximadamente 3,2 mil famílias já se cadastraram no programa, desde 2009. E ainda há vagas para novos cadastros.

Segundo a subsecretária de Habitação e Políticas Sociais, Mônica Virgílio, após o envio da documentação de aproximadamente 3,2 mil famílias cadastradas, foram observados pelo Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) algumas desatualizações, visto que o cadastro ocorreu desde 2009. O CadÚnico é um sistema que contém informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda agrupadas em um só lugar.

“De 2009 até hoje, muitas mudanças podem ter ocorrido, como por exemplo, divórcio, óbito, mudança de endereço, filhos na maioridade ou nascidos durante este período, entre outros. Por isso precisamos que todos compareçam ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), que abrange seu bairro e atualizem seus dados no CadÚnico. E após venham à secretaria para atualização de dados e documentação”, destacou Mônica.

Aos interessados em realizar o cadastro no empreendimento é necessário ser maior de 18 anos, brasileiro nato, morador de Itaboraí e com renda familiar até R$ 1,8 mil. É necessário levar original e cópia do RG; CPF; comprovante de residência no nome do titular da inscrição e com CEP atualizado; comprovante de renda; cartão do bolsa família e/ou número de inscrição social (NIS) – que é feito no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Se for casado ou morar junto, levar RG, CPF do cônjuge, certidão de nascimento dos filhos menores de 18 anos ou RG, CPF e carteira de trabalho dos filhos maiores de 18 anos. Além de comprovante de renda de todos os membros familiares.

Em Itaboraí, até o momento, aproximadamente 2.350 mil famílias estão pré-aprovadas. Após a aprovação, começa outra etapa, que será o financiamento da casa própria junto ao Banco do Brasil.

“Assim que as famílias forem contempladas pelo programa, vamos auxiliá-las em relação ao financiamento junto ao banco. O financiamento tem duração de 10 anos, com parcelas mensais referentes a 5% da renda familiar, que varia de R$ 25 a R$ 85”, disse Mônica Virgílio.

Para realizar cadastro ou atualização de dados e documentos, basta comparecer na Secretaria Municipal de Habitação e Políticas Sociais, localizada na Avenida 22 de maio, 7.071, em Venda das Pedras, de segunda a sexta-feira, das 9h30min às 16h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + dois =