Indicador de criminalidade mostra queda nos dados de Niterói

Foi divulgado nesta sexta-feira (8) os dados dos indicadores de criminalidade na cidade de Niterói, em dezembro. Mesmo com um movimento maior nas ruas para as comprar de fim de ano, os números mostram que houve uma queda no geral de 43,43% de registros de roubo de rua em relação ao mês de dezembro de 2019. As informações são do Observatório de Segurança Pública.

Niterói também apresentou a maior redução percentual em roubos de veículos no acumulado de janeiro a dezembro, em comparação com os municípios limítrofes, com queda de 62,51% no número de casos. A 77ª DP (Icaraí) apresentou uma redução de 80,77% nessa modalidade de crime, no acumulado de janeiro a dezembro de 2020.

“Niterói nos últimos anos promoveu a integração entre as forças de segurança, apostou em inteligência, tecnologia e disponibilizou ferramentas convertendo ações na área de segurança em resultados práticos”, avaliou o prefeito Axel Grael, que acrescentou, “Os números nos mostram que a estratégia vem dando certo. Vamos manter essa integração, avançar com as ações do Pacto Niterói contra a Violência, disponibilizar todo apoio para quem cuida da segurança na cidade, proporcionando, cada vez mais, segurança para o niteroiense”.


Nos dados apurados com as delegacias do município, desde 2003 a cidade não presentava um indicador roubo de veículo tão baixo no mês de dezembro. Foram 35 casos em todo o município.


De janeiro a dezembro de 2020, houve uma queda geral de 62,51%, com menos 147 casos apenas na área da 77ª DP (Icaraí). Na Região de Charitas, São Francisco e Jurujuba (79ª DP) foram menos 203 roubos de veículos, ou uma queda de 77,78 %. A área da 81ª DP (Itaipu) teve queda acumulada de 63,31% de casos.Na área do Fonseca (78ª DP), a redução foi de 53,67% e a região do Centro (76ª DP) teve uma queda de 46,73% no período.

Comparado os registros de roubo de rua nos anos de 2019 e 2020, a área que apresentou queda mais expressiva foi a da 79 ª DP, em Charitas, com menos 295 casos ou redução de 74,87%.

“O investimento da prefeitura vem impactando nos indicadores em toda a cidade de Niterói. O Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) cada vez se consolida mais como uma ferramenta utilizada pela população para questões de segurança e ordem pública. Nenhuma outra cidade possui um Centro de atendimento do município a serviço do cidadão e das forças de Segurança neste formato, com tanto dinamismo e eficiência. Isso faz toda a diferença”, explicou Gilson Chagas, secretário municipal do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança.
Seguindo o Plano Pacto Niterói contra a Violência o município ainda o município investiu ainda nos Programas Niterói Presente e Proeis, que são resultado de convênios da Prefeitura com o Governo do Estado. Policiais Militares recebem uma gratificação

para trabalhar no dia de folga. No caso do Niterói Presente, há um efetivo fixo de policiais, alguns já reformados, e agentes civis.

São, em média, 485 homens por dia nas ruas patrulhando a cidade. Os agentes atuam em bairros como Barreto, Icaraí, Santa Rosa, Centro, Fonseca, Charitas, São Francisco, Jurujuba e a Região Oceânica.Com o programa nos bairros a Policia Militar fica livre para realizar além do patrulhamento normal da cidade, realizar ações de maior potencial ofensivo.

“Hoje trabalhamos de forma diferenciada, estudando os números da mancha criminal. Antes, em muitas situações, nós atuávamos com ‘achismos’”, comentou Sylvio Guerra, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar. “Hoje, o 12º Batalhão conta com nossas apurações através do Instituto de Segurança Pública (ISP) e em Niterói ainda temos o apoio de ferramentas como Cisp e o Observatório, que nos dão também os resultados da área. Esses indicadores combinados nos ajudam muito a montar nossa estratégia. Hoje o trabalho contra a criminalidade em Niterói está em outro patamar. Estamos firmes na continuidade do combate à violência”, detalhou Sylvio Guerra.

Através do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), Niterói tem hoje monitoramento durante 24 horas integrando as forças de segurança em tempo real. A Prefeitura de Niterói disponibiliza 522 câmeras de monitoramento, além de 10 portais de segurança e das 70 câmeras de inteligência artificial que fazem o cercamento eletrônico. Cada vez que um veículo em situação irregular é identificado pelas câmeras inteligentes do Portal de Segurança, um alerta soa no Cisp. Após a identificação, o veículo passa a ser rastreado pelas outras câmeras do Centro Integrado de Segurança Pública para facilitar a abordagem. A unidade policial mais próxima é imediatamente acionada para que seja feito o cerco e a interceptação do veículo. O Centro é operado por guardas municipais treinados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 10 =