Incidência de roubos de rua disparam em São Gonçalo

Os números de ocorrências dos chamados “roubos de rua” – soma das incidências de roubos a transeuntes, de coletivo e de celulares – na cidade de São Gonçalo dispararam, segundo o mais recente levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgado na tarde de ontem. E março desse ano foram registradas 1.196 ocorrências do gênero, contra 848 do mesmo período do ano passado, ou seja, 348 registros mais. No acumulado de janeiro a março de 2019 o aumento da incidência é a ainda mais evidente, com 2.948 ocorrências registradas, contra 2.427 nos três primeiros meses do ano passado (521 registros a mais). Nas mesmas modalidades de crime, em Niterói foram registradas 448 ocorrências em março desse ano, com 109 ocorrências a menos do que 2018 (557). A redução também foi marcada nos primeiro trimestre desse ano (1.224 registros) em comparação a 1.560 no ano passado (queda de 336 registros). No estado como um todo o mês de março, de acordo com o ISP, os roubos de rua aumentaram 6% em relação ao ano passado, sendo que no primeiro trimestre deste ano, o aumento foi de 3% quando comparado ao mesmo período do ano passado.
No que se refere a incidência dos crime de homicídio doloso (com a intenção de matar), o Rio conseguiu manter uma tendência de queda, assim como nos chamados crime de letalidade violenta (soma de homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e morte por intervenção de agente do Estado), que caíram pelo terceiro mês consecutivo, quando comparados com o mesmo período do ano passado. Em março deste ano foram registradas 344 vítimas de homicídio doloso, uma redução de 32% em relação a março de 2018. Este foi o mês de março com o menor número de vítimas desde o início da série histórica, em 1991, e também o segundo menor número para o indicador desde novembro de 2015, o menor foi em fevereiro deste ano. Na comparação do primeiro trimestre deste ano (janeiro, fevereiro e março), a queda foi de 26% em relação ao mesmo período de 2018.
A cidade de Niterói apresentou 26 ocorrências de letalidade violenta no mês passado, contra 24 em março do ano passado. Nesse primeiro trimestre foram 81 registros contra 69 de 2018. Na vizinha São Gonçalo, foram 30 registros no mês passado e 42 em 2018. No primeiro trimestre desse ano foram computados 117 registros e no mesmo período do ano passado, 143. No estado, essas modalidades de crimes diminuiram 24% em relação a março de 2018, com foram 489 vítimas em 2019 e 643 em 2018. Na comparação trimestral, a redução foi de 18%. A preocupação das autoridades especificamente em São Gonçalo mais uma vez se traduziram em números elevados no levantamento do ISP, no que se refere ao crime de roubos de carga. Foram 139 registros em março em março desse ano, e e 225 no mesmo período do ano passado. De janeiro a março desse ano foram registrados 413 ocorrências e no primeiro trimestre de 2018 242, ou seja, reduções de incidências, mas ainda dentro de um contexto elevado do número de registros dessa específica modalidade de crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *