Incêndio no Parque Orla Piratininga pode ter sido criminoso

Alan Bittencourt

O incêndio que atingiu uma área do Parque Orla de Piratininga na noite de terça-feira (2) não afetou o ecossistema do local, que está em obras. O Corpo de Bombeiros agiu rapidamente e evitou que as chamas alcançassem a rede elétrica. Indícios dão conta de um incêndio criminoso.

Segundo Rubens Branquinho, administrador regional da Região Oceânica, o incêndio atingiu uma área de depósito.

“A área que pegou fogo é uma área de depósito provisório de madeira de supressão. São madeiras de árvores exóticas invasoras, que são retiradas para que possamos plantar árvores nativas da região. O fogo não causou danos ao ecossistema e não irá atrasar o cronograma das obras”, disse Branquinho.

A causa do incêndio ainda será investigada pela Defesa Civil municipal, segundo o administrador regional.

“Possivelmente, alguém foi lá e colocou fogo na madeira. O Corpo de Bombeiros foi logo chamado e evitou que as chamas atingissem a rede elétrica e prejudicasse o fornecimento de energia. O depósito agora será deslocado para outra área”, afirmou.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o quartel de Itaipu foi acionado às 22h30 e debelou as chamas. Todo o trabalho foi finalizado à 1h10. Através de nota a Prefeitura informou que não houve prejuízo para a rede elétrica, nem para a obra ou para a área, já que no local não há equipamentos, apenas o material de supressão da vegetação das espécies exóticas invasoras.

Ainda segundo a administração municipal, após contato com a Defesa Civil do Município, foi solicitado à equipe de obras para que sejam tomadas as devidas precauções para evitar que o incidente ocorra novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 15 =