Incêndio atinge viaduto e provoca interdição na Avenida do Contorno

Raquel Morais –

Na noite da última quarta-feira (9) um incêndio embaixo do viaduto na rua Monsenhor Reader, no km 321 da BR-101 RJ, no trecho da Avenida do Contorno, deixou uma faixa de rolamento e o acostamento da pista sentido Niterói interditados. O tráfego de caminhões e veículos pesados também foi proibido no local. O viaduto tem 60 metros de extensão e ficou com 500 metros de interdição, o que provocou um congestionamento de mais de 10 quilômetros, além de ter prejudicado muitos motoristas que queriam chegar no trabalho e levaram quase duas horas no trajeto.

O incidente aconteceu por volta das 20h da quarta-feira quando o terreno embaixo do viaduto foi incendiado. Moradores do entorno afirmaram que a prática de queimar entulho e lixo é comum no local. Na ocasião o fogo se alastrou em grandes proporções, inclusive atingindo veículos abandonados, como uma kombi. O  diretor-superintendente da Arteris Fluminense, concessionária responsável pela via, Odílio Ferreira, esteve na manhã de ontem, junto com engenheiros e técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizando uma vistoria no local.

“O estrago do fogo é visível e comprometeu a parte superficial da base do viaduto, as ferragens ficaram expostas e por prevenção interditamos parcialmente a via. É muito melhor causar um dano temporário ao usuário do que um dano definitivo com uma tragédia. Estamos estudando tudo o que aconteceu e o que pode acontecer e nosso objetivo é resguardar a integridade do usuário”, contou.

O engenheiro disse que as chamas danificaram uma camada de recobrimento de concreto o que expôs as ferragens, mas as pilastras não forma atingidas. Funcionários da ANTT fizeram uma vistoria paralela e informaram que vão aguardar o laudo com o resultado da perícia técnica feita pela Arteris para ver o grau de comprometimento. Eles reforçaram também que a questão da segurança viária é fundamental para o funcionamento da via.

“Eu moro em Itaboraí e trabalho em Laranjeiras e vou todos os dias de carro para o trabalho. Levo em média uma hora mas dessa vez fui surpreendido pelo congestionamento e atrasei uma hora e meia. O patrão entendeu e não vou ser descontado”, contou o montador de móveis Vitor Oliveira, 29 anos.

A Arteris Fluminense informou em nota que decidiu restringir o tráfego de caminhões sobre a estrutura, além da interdição do acostamento e da faixa 3 (à direita), ficando duas faixas de rolamento da Avenida do Contorno liberadas para o tráfego de veículos que seguem no sentido Niterói e Ponte Presidente Costa e Silva. Essa decisão tem como objetivo garantir a segurança dos usuários que trafegam neste sentido da via e conta com a anuência da Polícia Rodoviária Federal. O trânsito na pista contrária segue sem restrições. A concessionária mobilizou equipes para sinalizar bloqueios aos caminhões em dois pontos da rodovia: Trevo de Manilha, em Itaboraí (km 297 sul), e no acesso à Avenida Paiva e Base Naval de Ilha das Flores, em São Gonçalo (km 318 sul).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *