Incêndio atinge Refinaria de Manguinhos, na Zona Norte do Rio

Um incêndio de grandes proporções atinge, nesta segunda-feira (17) parte da Refinaria de Manguinhos, na zona norte do Rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou às 13h40. Por causa do incêndio, o Centro de Operações Rio (COR) interrompeu o tráfego na pista lateral da Avenida Brasil, a partir da Linha Amarela, no sentido centro, com desvio para a central.

Para combater o incêndio, o Corpo de Bombeiros acionou militares de 10 quartéis, entre os quais, os do Caju, de Benfica e Duque de Caxias e do Alto da Boa Vista. Já estavam trabalhando no local militares das unidades do Caju, de Benfica e do quartel central. Caminhões-tanque com água dão apoio ao trabalho dos bombeiros que, além de resfriar os depósitos de combustíveis, têm preocupação de evitar que o fogo atinja a área de mata ao redor de uma das partes da refinaria e que possa chegar até a comunidade de Manguinhos, que fica próxima.

Em nota divulgada esta tarde, a Refinaria de Manguinhos (Refit) informou que o incêndio que atingiu sua área de descarga e recebimento de matéria-prima não causou vítimas. De acordo com a empresa, a rápida ação da brigada de combate a incêndio conseguiu limitar o fogo à área onde se encontravam os caminhões que descarregavam material no momento.

“A prioridade da Refit foi impedir que o fogo se alastrasse para áreas de maior risco, como as áreas de armazenagem e de produção, como determinam as normas de seu plano de combate a incêndio. O fogo, ainda que tenha se iniciado em um único caminhão, em questão de minutos atingiu as demais carretas, que se encontravam próximas ao local. Assim não havia outro procedimento a ser adotado a não ser permitir que todo o produto que existia nos caminhões se exaurisse através das chamas”.

De acordo com a Refit, a prioridade da brigada de incêndio foi evacuar as instalações e impedir o alastramento do fogo. O incêndio foi controlado e a refinaria abrirá sindicância interna para apurar todas as causas que levaram ao incidente. “A Refit pede desculpas pelo transtorno causado e segue firme em seu compromisso com a comunidade fluminense”, concluiu a nota.

ANP abrirá processo para apurar incêndio
A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai abrir processo administrativo para apurar as causas do incêndio na Refinaria de Manguinhos (Refit), que, segundo o Corpo de Bombeiros começou hoje (17), às 13h40. Uma equipe do órgão regulador foi enviada ao local.

De acordo com a ANP, o incêndio não provocará impactos no abastecimento de combustíveis.

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes e de Lojas de Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb) também disse que não tem informações sobre a possibilidade de desabastecimento de gasolina e de diesel no município do Rio porque não tem acesso ao número de distribuidoras que adquirem produtos da Refit.

Segundo o Sindcomb, grande parte dos postos revendedores de combustíveis associados mantêm contrato comercial com distribuidoras de médio e grande portes, entre as quais a BR, a Shell e a Ipiranga. Como as bases de distribuição dessas empresas ficam perto da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), em Campos Elíseos, elas não sofreram impacto do incêndio.

(EBC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =