Império Serrano vence o Grupo A e frustra escolas de Niterói e SG

O Império Serrano, de Madureira, foi a escola campeã do Grupo de Acesso A, vencendo as agremiações de Niterói Unidos do Viradouro, Acadêmicos do Cubango e Acadêmicos do Sossego e a de São Gonçalo, Unidos do Porto da Pedra. A vermelho e branca de Niterói foi a vice-campeã. A Cubango ficou em 8º e a Sossego, em 11º. A Porto da Pedra ficou em 5º. O Império, que estava há oito anos no Acesso, volta a desfilar no Grupo Especial em 2018. A apuração, ocorrida ontem na Praça da Apoteose, no Rio, foi bastante acirrada. No final, a verde e branco ficou com 269,8, enquanto a Viradouro, 269,3.

O Império apresentou o enredo “Meu quintal é maior que o mundo”, em homenagem ao poeta Manoel de Barros, do carnavalesco Marcus Ferreira. O poeta destacava em versos as belezas do Pantanal e a verde e branco apresentou a flora e fauna pantaneiras. O Império tem nove títulos no Grupo Especial.

A apuração começou com a Unidos do Viradouro, a Estácio de Sá e o Império disputando ponto a ponto a primeira colocação. A Cubango, que teve um desfile com alguns erros, na expectativa de não ser rebaixada. A Unidos de Padre Miguel também figurava na ponta, mas após o quesito mestre-sala e porta-bandeira começou a descer. A porta-bandeira da agremiação caiu e o porta-bandeira continuou as apresentações com a segunda porta-bandeira, com fantasias diferentes. Já a Viradouro começou a ficar atrás na apuração a partir do quesito Harmonia. Mesmo assim, disputou até o fim.

A quadra da Unidos do Viradouro ficou lotada durante a apuração, com cerca de 600 pessoas, entre componentes e torcedores acompanhando a leitura das notas em um telão. Vibraram a cada nota dez nos primeiros quesitos. A rainha da bateria, Raíssa Machado, afirmou que estava emocionada. “Fizemos um lindo desfile. A minha fantasia é uma homenagem para a comunidade.

Com as primeiras notas baixas, a alegria deu lugar ao nervosismo. “Estou muito nervoso. Fizemos o nosso melhor”, disse um integrante da escola enquanto via outras agremiações passarem a Viradouro na apuração. Desanimadas, muitas pessoas deixaram a quadra, que ficou com cerca de 300. Mesmo assim, os que permaneceram fizeram festa com o resultado, bebendo muita cerveja. “Aqui, ganhando ou perdendo é festa”, disse o maquiador da escola, Marcil Moura.

O presidente da Câmara Municipal de Niterói, vereador Paulo Bagueira (SD), marido de Raíssa, declarou que escola fez o melhor carnaval avenida. “A comunidade não pode abaixar a cabeça. Os componentes têm que bater no peito e dizer: Sou Viradouro”, conclamou.
Já a quadra da Cubango ficou fechada ontem durante a apuração. As ruas ao redor estavam desertas.

O presidente da agremiação, Olivier Pelé, já esperava pelo resultado. “Eu achei que bateria e samba mereciam as quatro notas dez. Mas a escola mostrou o que tínhamos. Perdemos em evolução pela demora da colocação dos destaques. As escolas estão com carros grandes e tendo problemas na armação. A Cubango cumpriu seu papel. Agora todos voltamos para a realidade. Ser vice ou último é mesma coisa: voltamos todos para o sorteio”.

Na quadra da Porto da Pedra, no bairro de mesmo nome, as pessoas que acompanharam a apuração festejaram a permanência no Acesso A. O compositor Paulo Borges disse que a partir de agora irão começar a trabalhar no desfile de 2018. “A escola ficou feliz com o resultado. Muita luta nossa. São Gonçalo merece um carnaval campeão no ano que vem. Vamos começar a trabalhar a partir de agora”, afirmou.

Resultado geral:

1.Império Serrano – 269,8
2.Viradouro- 269,3
3.Estácio de Sá – 269,1
4. Unidos de Padre Miguel – 268,9
5. Porto da Pedra – 268,2
6 Acadêmcos da Rocinha – 266,6
7.Império da Tijuca – 266,3
8.Cubango – 265,6
9.Inocentes de Belford Roxo – 265,2
10. Renascer de Jacarepaguá – 265,1
11.Sossego – 264,5
12. Acadêmicos de Santa Cruz – 264,2
13. Alegria da Zona Sul – 263,2
1. Parque de Curicica – 260,6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =