Ilha da Boa Viagem será restaurada

A realização de obras de restauração da Ilha da Boa Viagem foi anunciada nesta segunda-feira (29) pela prefeitura de Niterói. Patrimônio histórico e natural do Estado do Rio e de Niterói, o espaço ficará sob responsabilidade do município por pelo menos 20 anos. O investimento para recuperação da capela, do forte e do castelo será de R$ 5,5 milhões. Após as intervenções, a ilha será reaberta para visitação ao público.

Tombada como patrimônio natural e histórico, a Ilha da Boa Viagem, que por centenas de anos foi um centro de peregrinações dos navegantes, fica a 500 metros do Museu de Arte Contemporânea (MAC). A capela da Nossa Senhora da Boa Viagem, do século 18; o forte erguido no fim do século 17; e o castelo passarão por obras de recuperação. O início das intervenções vai acontecer graças a um acerto entre a Prefeitura de Niterói, o Ministério Público Federal (MPF), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a União, que assinaram um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

Pela importância histórica da área e seu potencial turístico, o Município está assumindo a obra, esperada há uma década, com recursos próprios. O prefeito de Niterói, Axel Grael, lembrou que o projeto passou por aprovação de todos os órgãos de patrimônio.

“Nós faremos essa obra para que mantenhamos as atividades que existem aqui na Ilha, como os escoteiros e o apostolado. Nosso objetivo é fazer com que esse local seja reaberto respeitando os limites da ilha, mas que esse patrimônio possa ser ainda mais apreciado pela população de Niterói. Faremos essa obra com os cuidados que uma obra em um patrimônio como esse precisa”, garantiu.

Realizada em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a intervenção terá investimento de R$ 5,5 milhões e contemplará as estruturas sem que percam as características originais. O Castelo receberá uma área administrativa para a equipe de gestão e um novo ambiente cultural com espaços de exposição. Já a Capela ganhará um novo banheiro com acessibilidade.

“A reforma da Ilha da Boa Viagem começa um fluxo de restauração de bens e patrimônios da nossa cidade. Além de recuperar a memória afetiva da população, são iniciativas que abrem toda uma cadeia produtiva e de geração de emprego e renda”, disse o secretário municipal de Ações Estratégicas, André Diniz.

Ilha da Boa Viagem – Conectada ao continente por uma ponte de concreto, a ilha tem edificações construídas no alto de uma escada de 127 degraus, o que torna o local um destino curioso e com vistas deslumbrantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.