Ilha da Boa Viagem passará por reformas e será reaberta a visitação

A ilha da Boa Viagem passará por obras de restauração. O anúncio foi feito pelo prefeito de Niterói Axel Grael em suas redes sociais na tarde deste sábado (27). A administração do espaço estava a cargo dos escoteiros. O prefeito Axel Grael assina na segunda-feira a ordem de início para as obras de recuperação da ilha, que ficará sob responsabilidade do município por pelo menos 20 anos.

Conectada ao continente por uma ponte de concreto, a ilha tem edificações construídas no alto de uma escada de 127 degraus, o que torna o local um destino ímpar e com vistas deslumbrantes. A obra para restauro das edificações seria de responsabilidade do Governo Federal, já que todo o conjunto é tombado pelo Iphan.

Tombada como patrimônio natural e histórico, a Ilha da Boa Viagem, que por centenas de anos foi um centro de peregrinações dos navegantes, fica a 500 metros do Museu de Arte Contemporânea (MAC).

A capela da Nossa Senhora da Boa Viagem, do século XVIII; o forte erguido no fim do século XVII; e o castelo passarão por obras de recuperação. O início das intervenções vai acontecer graças a um acerto entre a Prefeitura de Niterói, o Ministério Público Federal (MPF), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a União, que assinaram um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + doze =