Igrejas se preparam para festejar Santo Casamenteiro

Raquel Morais

Junho já começou e com ele a igreja católica comemora muitas festas. Na próxima semana é Dia de Santo Antônio, 13 de junho, conhecido popularmente como Santo Casamenteiro. E na Paróquia Porciúncula de Sant’Ana, em Icaraí, a festa já começou, com o lema ‘Santo Antônio, leva-nos a Maria, de Aparecida e de Fátima’. Dois dias depois será celebrado o dia de Corpus Christi e as paróquias e comunidade católica já estão nos preparativos da festa de celebração do sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.

Em Icaraí, nesse sábado, as missas serão celebradas às 6h30min, 8h e 16h com tema ‘Maria, tabernáculo do Senhor’ e com participação de crianças e adolescentes, com campanha da farinha de mesa. Já no domingo, as missas serão às 6h30min, 8h, 9h30min, 11h, 18h (Trezena) e 19h30min, com o mesmo tema e participação do setor Família e Vida com a campanha do açúcar. Na segunda-feira, serão duas missas celebradas: às 6h30min e 18h, com tema ‘Maria das Dores (Jo 19,25-27)’ e participantes do Setor Juventude e Juventude Franciscana com a campanha do feijão. E na terça-feira, o dia do santo, as missas serão às 6h30min, 8h, 9h30min, 11h, 15h, 17h e 19h. Terá benção de Santo Antônio a cada meia hora, após 12h30min e nas missas. Depois da missa, às 19h, terá uma procissão pelas ruas de Icaraí com participação de Equipes de Liturgia das Missas.

Na Paróquia de Santo Antônio de São Gonçalo, na Covanca, nos dias 10, 11 e 12, às 19h30min serão celebradas as missas em intenção da saúde, seguida de show externo e barracas de comidas e atrações. Já no próprio dia 13 as missas serão celebradas às 7h, 9h, 11h, 14h e 16h. Às 19h terá procissão e missa, com extensão da festa externa.

HISTÓRIA DE SANTO ANTÔNIO

Santo Antônio de Pádua, um dos santos mais populares, é venerado não somente em Pádua, onde foi construída uma basílica que acolhe os restos mortais dele, mas no mundo inteiro. São estimadas pelos fiéis as imagens e estátuas que o representam com o lírio, símbolo da sua pureza e o Menino Jesus nos braços, que lembram uma aparição milagrosa mencionada por algumas fontes literárias. Santo Antônio Nasceu em Lisboa, em uma família nobre, por volta de 1195, e foi batizado com o nome de Fernando.

Começou a fazer parte dos cônegos que seguiam a regra monástica de Santo Agostinho, primeiramente no mosteiro de São Vicente, em Lisboa, e depois no da Santa Cruz, em Coimbra, renomado centro cultural de Portugal. Dedicou-se com interesse e solicitude ao estudo da Bíblia e dos Padres da Igreja, adquirindo aquela ciência teológica que o fez frutificar nas atividades de ensino e na pregação. Nomeado como superior provincial dos Frades Menores da Itália Setentrional, Antônio continuou com o ministério da pregação, alternando-o com as tarefas de governo. Concluído o mandato de provincial, retirou-se para perto de Pádua, local em que já havia estado outras vezes. Depois de apenas um ano, morreu nas portas da cidade, no dia 13 de junho de 1231. Pádua, que o havia acolhido com afeto e veneração em vida, prestou-lhe sempre honra e devoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 8 =