Igreja Universal é condenada a pagar indenização por lesão corporal

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a decisão do Tribunal de Justiça de Goiás que condena a Igreja Universal do Reino de Deus a indenizar uma idosa durante uma “sessão de descarrego”

Segundo relatos da própria idosa, o pastor afirmou que a mesma necessitaria de sessões de exorcismo para livrar-se de males que a afligiam e a atingiam fisicamente.

Durante a tal prática, o pastor agia de forma agressiva e usava de movimentos bruscos, chegando ao ponto de derruba-la sem a prestação de socorro. A idosa afirma que a prática só lhe touxe vergonha, revolta, indignação e depressão.

A Igreja Universal afirma que a senhora apenas sofreu um desmaio e que não houve tempo para que o pastor evitasse a queda da mesma.Também segndo a igreja, a responsabilidade sobre o caso é subjetiva e não objetiva, portanto a obrigação só seria real se sua culpa fosse comprovada no caso.

O ministro relator, Raul Araújo, em seu voo, não acolheu a alegação, pois conforme demostrado pelas circunstancias inferiores fica provada a existencia de responsabilidade subjetiva e objetiva. Segundo ele, a omissão de socorro dos membros da igreja em evitar o acidente comprova a responsabilidade subjetiva e a objetiva fica provada de acordo com relatos e laudos médicos anexados ao processo.

Os relatores ressaltaram que como a instituição tem a “sessão de descarrego” como sua principal atividade, deve tomar precauções para evitar mais danos aos fieis submetidos a esses rituais.

One thought on “Igreja Universal é condenada a pagar indenização por lesão corporal

  • 6 de maio de 2017 em 08:47
    Permalink

    Tudo combinado mas o pastor exagerou.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − oito =