Iepic: tradicional escola provoca saudade nos niteroienses

Raquel Morais

Tradicional escola de Niterói, o Instituto de Educação Professor Ismael Coutinho (Iepic) chama atenção pela sua imponência para quem passa pelo bairro São Domingos. A grande estrutura, fundada ainda em 1835 com o nome de Escola Normal, faz parte da memória afetiva de muitos niteroienses que colecionam histórias, desde as saudosas saias plissadas e meias três quartos até o hasteamento da bandeira diariamente.

O nome atual é uma homenagem ao Professor Ismael Coutinho, que foi diretor da unidade escolar na década de 1940, e atende cerca de mil alunos que se dividem em 30 turmas nos seguintes cursos: Curso Normal (integral em nível médio) e Ensino Fundamental Anos Finais (manhã e tarde). São 35 salas de aula, seis salas temáticas, um ginásio poliesportivo, duas quadras esportivas, um refeitório, uma biblioteca, um núcleo de memória, salas temáticas como laboratório de informática, sala de vídeo e multimídia, sala de geografia, sala de linguagens, sala de humanas, sala de jogos lógicos, sala de normalistas e sala de Recursos para Atendimento Educacional Especializado (AEE).

Além de toda estrutura física, o Iepic também conta com projetos e parcerias com esferas municipaal e federal. De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), também fazem parcerias no espaço do Iepic o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades (NAAHS), o Núcleo de Apoio Pedagógico Especializado (Napes) e o setor de Tecnologia. Outra atuação da unidade acontece em parceria com as escolas municipais de Niterói, para a realização dos estágios na formação docente das/dos Normalistas, e também em projetos com a Universidade Federal Fluminense (UFF).

“Estudei na década de 70 no Iepic e me formei pelo curso normal. Nesse momento alimentei a minha paixão por lecionar e quando saí de lá, fiz faculdade de Letras para continuar no magistério. Tenho muitas recordações boas dessa escola que sempre foi excelente. A estrutura era muito boa, os professores ótimos e lembro até hoje da diretora, Dona Zuleica. Que saudade”, lembra a aposentada Ana Cristina Morais, de 64 anos.

Diretora da unidade desde 2010, Renata Rodrigues de Azevedo também não esconde o orgulho de ter a instituição durante toda sua formação escolar.

“Muito me orgulha essa trajetória, uma vez que minha vida escolar iniciou-se no Iepic na 1° série, em 1981, até minha formação no Curso Normal”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 15 =