Idosos a partir de 90 anos começam a ser vacinados em Niterói

A Prefeitura de Niterói iniciou na segunda-feira (1) a vacinação contra a Covid-19 de idosos com mais de 90 anos. A decisão foi tomada pelo Gabinete de Crise devido ao limitado número de doses de vacina ainda disponíveis antes da chegada de um novo lote do governo federal. A imunização dos idosos está sendo realizada em quatro policlínicas da cidade: Barreto, Vital Brazil, Itaipu e São Lourenço. Para receber a imunização será necessário levar documento de identidade.

A administração municipal utilizou o critério da vulnerabilidade dos idosos acima de 90 anos para modificar o calendário de vacinação, antes previsto voltado para os demais profissionais de saúde que não estão na linha de frente e não são do grupo de risco. A vacinação dos profissionais de saúde acima de 60 foi suspensa e será retomada assim que novas doses forem entregues pelo Ministério da Saúde à cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que, em cada local de vacinação, há uma equipe da área do idoso para receber e encaminhar o idoso ao local de vacinação, verificando a necessidade de cada um. Todas as unidades contam com cadeiras de rodas disponíveis para os idosos e o local de aplicação foi instalado próximo à entrada de cada Policlínica para evitar longos deslocamentos. Depois de vacinado, o idoso é mantido na policlínica por um período pequeno em observação.

Na Policlínica Dr. Sérgio Arouca, um dos primeiros a se vacinar foi o jornalista Carlos Ruas, de 93 anos. Ele conta que foi bem atendido e que vai manter o distanciamento social até a aplicação da segunda dose da vacina, agendada para o dia 3 de março.

“Fui bem atendido, a equipe que me atendeu é bem atenciosa, e gostei de saber que a minha segunda dose está reservada e vai ser aplicada daqui a um mês. Eu vou ficar esse período quietinho em casa para não dizerem que estou abusando porque já fui vacinado. Desde o início do isolamento social tenho tomado todos os cuidados possíveis, saído pouco de casa, sempre nos horários de menos movimento, evitando contato direto com as pessoas e usando máscara”, disse Carlos Ruas, morador de Icaraí.

A aposentada Dalva Porto de Melo, 94 anos, também foi vacinada na manhã desta segunda-feira. Ela disse que se sentiu aliviada, mas que também vai continuar seguindo as orientações para o distanciamento social.

“Minha família foi muito importante nesses meses de isolamento social. Vamos seguir seguindo os protocolos de distanciamento até que todo mundo também seja vacinado. Espero que isso seja logo”, disse Dalva Porto de Melo.

A professora aposentada Maria Felisberta Baptista da Trindade, 90 anos, disse que foi logo tomar a vacina porque quer voltar às suas atividades na Associação dos Aposentados da Universidade Federal Fluminense assim que for possível.

“Fui me vacinar cumprindo as orientações da prefeitura para a vacinação de maiores de 90 anos. Completei essa idade em setembro. Espero que todos sejam vacinados logo para voltarmos com as nossas atividades na Associação dos Aposentados da UFF, que foram paralisadas com a pandemia, e estou sentindo muita falta”, disse Maria Felisberta, que, além da UFF, também foi professora da Rede Municipal de Ensino de Niterói.

Confusão – A Delegacia de Combate à Corrupção (DCC-LD) autuou ontem dois médicos que causaram tumulto e confusão na Policlínica Regional Dr. Carlos Antônio da Silva, em Niterói. Um deles também atua como auditor da Receita Federal.

Eles compareceram ao posto acreditando que estariam no grupo prioritário para vacinação, mas em razão de recentes mudanças na normativa municipal, apenas pessoas com mais de 90 anos estão sendo vacinadas neste primeiro momento. Após serem orientados que não poderiam ser vacinados, os médicos causaram tumulto e confusão, prejudicando os trabalhos da equipe da Policlínica.

A Polícia Civil foi acionada e eles foram autuados por perturbação do trabalho alheio, que tem pena de até três meses de prisão.

Compra de vacinas – A Prefeitura de Niterói entende que vacinar a população é prioridade. Por isso, inclusive, reforçou ao Instituto Butantan a intenção de adquirir imediatamente 1,1 milhão de doses. Como até agora a compra não foi possível, o município precisa aguardar a chegada de doses e fazer a imunização da população por etapas, sempre do grupo mais vulnerável para o menos vulnerável.

Até a noite de segunda-feira (2), 17.343 pessoas já tinham sido imunizadas em Niterói. Não há vacinação nos finais de semana nessa primeira fase. A vacinação em Niterói começou no dia 19 de janeiro com as 11.620 doses da vacina CoronaVac, do Instituto Butantan. No dia 25, a cidade recebeu mais 7.070 doses da vacina AstraZeneca/Oxford, importadas pelo Governo Federal.

Acamados serão vacinados na terça-feira (2)

A Prefeitura anunciou que começa na terça-feira (2) a vacinação de idosos acamados acima de 90 anos. O agendamento deve ser feito através do e-mail covid19.acamadosniteroi@gmail.com, e as mensagens devem conter nome, sexo, data de nascimento, CPF, endereço, condição de saúde e telefone de contato. O cronograma foi anunciado pelo prefeito de Niterói, Axel Grael, ontem, em vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura.

“Estamos trabalhando para que a imunização ocorra de forma organizada e contamos com a ajuda da população. Tivemos um número grande de pessoas chegando aos postos de vacinação logo nas primeiras horas do dia. No restante do dia, a imunização transcorreu com absoluta tranquilidade. Para evitar transtornos, recomendamos que, se possível, as pessoas compareçam aos postos em outros horários”, afirmou o prefeito.

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que, em cada local de vacinação, há uma equipe da área do idoso para receber e encaminhar a pessoa ao local de vacinação, verificando a necessidade de cada um.

Todas as unidades contam com cadeiras de rodas disponíveis para os idosos, e o local de aplicação foi instalado próximo à entrada de cada Policlínica para evitar longos deslocamentos. Depois de vacinado, o idoso é mantido na policlínica por um período pequeno em observação.

Segundo o cronograma, na quinta e sexta-feira (04 e 05), o município vai retomar a vacinação dos profissionais de saúde a partir de 60 anos que ainda não se vacinaram, nas quatro policlínicas. Ao comparecer para a vacinação, os profissionais de saúde devem apresentar o registro profissional, número do CPF ou CNS e documento de identidade com foto. Sem a documentação, a imunização não será possível. A divulgação das próximas etapas do calendário depende do envio de novos lotes de vacina pelo Governo Federal.

O secretário municipal de Saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, explicou que o processo de vacinação está sendo conduzido de acordo com o número de doses disponíveis para imunização.

“As equipes da Secretaria de Saúde estão vacinando e trabalhando diariamente. Apesar da grande procura, especialmente nos últimos dias, conseguimos atender a população de forma rápida, ágil e segura. Na próxima transmissão ao vivo, na quinta-feira, anunciaremos, de forma transparente, o calendário de vacinação da próxima semana. Já estamos com toda a estrutura para fazer o esquema drive-thru de vacinação, aguardando que tenhamos as doses suficientes para colocar esse sistema em funcionamento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + oito =