Idosa pede ajuda para tratamento de machucado na perna

Raquel Morais

Uma idosa que mora no Jardim Catarina Novo, em São Gonçalo, está com uma ferida desde dezembro, recebe o atendimento do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) e não está tendo melhora. A família da idosa teme que algo pior aconteça e pede ajuda na Prefeitura de São Gonçalo. O atendimento em casa não está sendo satisfatório e as condições dela podem prejudicar ainda mais o tratamento, já que a aposentada tem dificuldade de locomoção, vive a maior parte do dia acamada e reclama de muitas dores.

A idosa se chama Claudileia dos Santos Siqueira, 68 anos, e esteve internada em dezembro após passar mal com uma queda de pressão. Durante essa internação ela teve um machucado na perna que foi algo simples, como uma mancha, mas que foi se agravando. “Ela está fazendo o tratamento em casa mas sem ter melhora. Ao contrário o seu quadro só piora. Ela tem dificuldade de locomoção e as consultas não estão boas. Não estão mudando a pomada dela apesar da gente falar e ser evidente que não está sarando. Na última consulta a médica não deu atenção necessária e nem o exame de sangue foi feito. Os documentos e xerox já foram levados pela equipe e até agora nada foi feito. Por ela ficar muito tempo deitada tenho medo que a situação se agrave ainda mais. A gente sabe que quem fica deitado muito tempo fica com problema de circulação e isso pode estar prejudicando ainda mais a cicatrização”, explicou a nora da aposentada, a dona de casa Tereza Cristina Vieira, de 42 anos, que cuida da sogra.

Em apuração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =