Hospital Oceânico terá internações clínicas

O Hospital Municipal Oceânico Gilson Cantarino, referência da Covid-19 na Região Oceânica de Niterói, vai passar por uma transição para funcionar como unidade geral. O local continuará recebendo pacientes em tratamento da Covid-19, mas também atenderá internações clínicas.


O Hospital Municipal Oceânico Gilson Cantarino será acionado via Sistema de Regulação (SISREG) para dar suporte a unidades de urgência, como o Hospital Municipal Carlos Tortelly, a Policlínica do Largo da Batalha, a Policlínica da Engenhoca e a Unidade de Urgência Mário Monteiro (UMAM). A transição do hospital para unidade regular só é possível em razão dos resultados alcançados por Niterói no combate à Covid-19. 


O prefeito Axel Grael destacou que a cidade tem uma excelente cobertura vacinal contra o coronavírus e disse que Niterói está há sete dias sem o registro de óbitos de pacientes com Covid-19. O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, detalhou que 99,9% dos moradores de Niterói receberam a primeira dose, e que 76% estão com o esquema vacinal completo. O secretário reforçou que, neste momento, é fundamental que pais e responsáveis de adolescentes de 12 a 17 levem os jovens para receberem a segunda dose para completar a imunização. 


“A aplicação da segunda dose nesta faixa pode ser melhor. É muito importante que estes jovens sejam vacinados para Niterói consolidar ainda mais os bons indicadores do combate à pandemia”, acrescentou o secretário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =