Hospital Oceânico de Niterói dá alta aos primeiros pacientes de Covid-19

Oito pacientes que desenvolveram a forma grave da Covid-19 receberam alta, na quinta-feira (30), do Hospital Municipal Carlos Tortelly e do Hospital Oceânico – unidade de referência inaugurada pela Prefeitura de Niterói como a primeira do país exclusiva para o tratamento da Covid-19. As duas unidades, mantidas pela Prefeitura, estão na linha de frente no atendimento aos pacientes graves.

Alexandre das Chagas Fernandes, de 51 anos, e Luis Fernando Silva, de 68, foram dois dos três pacientes que tiveram alta do Hospital Oceânico nesta quinta. Os dois deram entrada na unidade com quadro de insuficiência respiratória grave e ficaram no Centro de Terapia Intensiva (CTI). Recuperados da doença, receberam aplausos de médicos e enfermeiros no momento em que deixavam a unidade.

Alexandre, que passou 7 dias sob cuidados intensivos, foi o primeiro a deixar o hospital. Visivelmente emocionado, o vendedor agradeceu o empenho das equipes. “Eu não tenho como expressar o sentimento de gratidão a todos vocês. Estiveram o tempo todo comigo, fiquei impressionado com o cuidado, parecia de um pai com um filho. Agora estou com a sensação de viver novamente, louco para voltar para casa e ao convívio da minha família. Muito obrigado”, desabafou.

Em seguida foi a vez de Luís Fernando reencontrar a família. O aposentado chorou ao relembrar como chegou ao hospital. “Nunca pensei passar por isso na vida. Quando entrei aqui estava com uma falta de ar e tive a sensação de entrar num lugar que não sabia se ia retornar. Ficava pensando que talvez não acordaria mais. Hoje é uma alegria incrível poder voltar para casa, é como nascer de novo. Só tenho a agradecer a equipe que me acompanhou o tempo inteiro”, relatou.

O médico intensivista Rogério Silveira, que acompanhou de perto os dois casos no CTI, destacou o trabalho da equipe. “Os pacientes chegaram graves. O Alexandre, por exemplo, ficou no limite de ir para a intubação com uma insuficiência bem significativa, mas a equipe fez todos os procedimentos necessários e aos pouquinhos ele foi melhorando. Eles nos surpreenderam pela evolução e tudo ocorreu bem”, disse o médico.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, elogiou o trabalho da equipe médica e reafirmou o compromisso da cidade no enfrentamento a doença.

“Trabalhamos diariamente com muito empenho nas ações de combate à Covid-19 para diminuirmos o impacto da doença. Temos profissionais competentes e preparados para atuar em nossas unidades de referência e esperamos ver cada vez mais casos de recuperação como esses”, enalteceu o secretário, lembrando que é fundamental as pessoas permanecerem em casa conforme as orientações dos órgãos de saúde.

 Hospital Oceânico – Localizado em Piratininga, é o primeiro hospital de referência inaugurado apenas para atender casos graves de coronavírus. O novo hospital foi construído pela iniciativa privada, nunca foi inaugurado e estava fechado há dois anos quando foi arrendado pela Prefeitura como mais uma das medidas para garantir o auxílio médico para a população da cidade durante a pandemia do novo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 5 =