Homem atira contra vizinha em vila em Niterói

Uma briga entre vizinhos terminou em tentativa de homicídio, na terça-feira (24), em uma vila residencial, no Centro de Niterói. Um homem atirou contra sua vizinha e foi preso em flagrante. Ele ainda tem uma filha com deficiência mental e uma esposa deficiente visual.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe do 12º BPM (Niterói) foi acionada por um adolescente de 15 anos, afirmando que sua mãe, de 51 anos, havia sido baleada por um vizinho. O suspeito, de 61 anos, teria cometido o crime por conta de desavenças.

Ainda segundo a PM, o homem apontado como autor tem uma anotação criminal por homicídio. A vítima foi socorrida pelos agentes ao Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL), baleada com um tiro no pescoço. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), seu estado de saúde é grave.

Os militares realizaram um cerco à casa do acusado e conseguiram capturá-lo. Dentro da casa, a arma utilizada para o crime, um revólver calibre 32, foi encontrado dentro de uma lixeira na cozinha do imóvel. Havia duas munições intactas.

Ele foi preso em flagrante e a arma apreendida. O acusado foi conduzido à 76ª DP (Niterói), que registrou o caso. o suspeito será encaminhado ao sistema prisional, onde passará por audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

Filha e esposa deficientes

Durante as buscas na residência do suspeito, os militares encontraram a filha dele, de 26 anos, que, segundo a PM, que possui deficiência mental, o que a faz por vezes ficar agressiva. Ela estava em um quarto, que é fechado por uma grade, já que sua mãe, de 58 anos, é deficiente visual e seu pai precisa sair para trabalhar.

Policiais civis foram acionados ao local para verificar se havia indícios de crime no cenário em que a jovem foi encontrada, mas não foram detectados indícios de ilegalidade. O Conselho Tutelar foi acionado, já que a mãe, por conta da deficiência visual, foi considerada incapaz de cuidar da jovem, em virtude da prisão do pai. A filha foi encaminhada ao Hospital Psiquiátrico de Jurujuba e sua mãe ficará sob o cuidado de parentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =