Guarda Municipal de São Gonçalo vai parar por 24 horas

Após a realização de um ato de protesto na quinta-feira passada (13) junto às escadarias da Prefeitura, guardas municipais de São Gonçalo programaram para quinta-feira (20) uma paralisação das atividades por 24 horas, reivindicando melhores condições de trabalho. No mesmo dia, também está programada uma outra manifestação, a partir das 9h, nas escadarias da Prefeitura para chamar a atenção para os direitos da categoria.

De acordo com os profissionais, uma das reivindicações é relativa a Lei 1006/2019, que trata da Gratificação de Desempenho Profissional da Guarda Municipal de São Gonçalo (GDP). Em um dos incisos a lei afirma que os guardas que precisarem se afastar do trabalho, por doença ou acidente, não receberão a gratificação. Em outro inciso, que também causou insatisfação na classe, diz que os profissionais que precisarem se afastar por questões de doença na família também ficam sem a gratificação.

Outro ponto reivindicado pelos guardas é o retorno do desconto de 11% no salário referente a contribuição do risco de vida e era repassado para o Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais de São Gonçalo (IPASG), como garantia financeira em caso de acidente.

A Prefeitura de São Gonçalo foi procurada, mas até o fechamento desta edição não retornou os contatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 17 =