Grávidas de outros municípios lotam maternidade de SG

O atendimento na maternidade Luiz Palmier, em São Gonçalo, aumento em 400% o número de partos por mês. Segundo a Secretaria de Saúde, eram realizados cerca de 90 partos mensalmente, agora o número pulou para 450. Pelo menos, metade desses nascimento são de bebês de outros municípios como Cachoeiras de Macacu, Maricá, Itaboraí, Seropédica, Niterói e Magé. No mês de julho, a unidade voltou a bater recorde. Foram 2.660 atendimentos e 542 partos. E a unidade vem se destacando pelo número de nascimentos de gêmeos. Nas últimas semanas a felicidade veio em dobro para três mamães.

Segundo Marta Belleza, diretora administrativa da maternidade, o número de leitos foi aumentando gradativamente passando de 20 para 72, 76 e agora 84. A justificativa mais comum dada pelas mães é que as suas cidades não possuem hospitais adequados para partos. Três pacientes oriundas de Itaboraí afirmaram o seguinte: “Lá não tem hospital decente para atender meu filho”. Marta Belleza afirmou só de Itaboraí o hospital atendeu 175 mulheres e realizou o parto de 40 crianças. A quantidade de insumos hospitalares cresceu em seis vezes.

“Tivemos que aos poucos ir aumentando o número de leitos porque tem vindo muita gente de outros locais, até da Baixada para ter filho aqui. Elas dizem que lá não tem hospital. O aumento foi tão grande que tive que ceder minha sala, para fazer o Espaço Cegonha. Acabou que tivemos prejuízo por causa da procura”, disse.

A mamãe de primeira viagem, Tamires de Oliveira, 18 anos, é moradora de Itaboraí. Ela decidiu ter seu filho Gustavo em São Gonçalo.
“Lá não tinha recursos para me atender. A bolsa já tinha estourado ai disseram que aqui me atenderiam. Optei por vir para cá”, disse.

As prefeituras Niterói e Itaboraí foram procuradas, mas não responderam até o fechamento desta edição. A Prefeitura de Maricá informou que os atendimentos a grávidas no único hospital municipal da cidade, o Conde Modesto Leal, estão dentro da normalidade para a unidade. Não há nenhuma informação aqui relatando o contrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =