Grande parte das passagens intermunicipais ficam mais baratas a partir de segunda

Boa parte das passagens intermunicipais passarão a ficar mais baratas,a partir desta segunda-feira (11). Das 1.187 linhas intermunicipais, 924 terão os valores das passagens reduzidas, em 3,19% para ônibus que operam dentro da Região Metropolitana e isto inclui as linhas que circulam entre Niterói, São Gonçalo e a capital. Apesar da boa notícia é bom ficar atento porque algumas tarifas foram na contramão e terão valores reajustados para cima, como por exemplo a linha Maricá\Niterói (2144R) que passa de R$ 16,50 para R$16,55.

De acordo com o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) com a nova tabela, haverá redução de cerca de 3,19% nas tarifas dos ônibus que operam dentro da Região Metropolitana e em torno de 1,08% nas linhas convencionais do interior. no caso dos ônibus rodoviários das linhas não metropolitanas, o reajuste médio ficou em 2,44%. Em relação às vans, o Dentro argumenta que “o cálculo tarifário é realizado de acordo com decreto 40.872, que determina que os valores praticados sejam 10% superiores aos do serviço convencional de transporte coletivo”.

O Detro informou que os índices foram determinados pelo resultado da aplicação da planilha tarifária modelo do Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes (Geipot) – planilha-base do Ministério dos Transportes, atualizada conforme estudos técnicos. Assim como a maior parte dos municípios e estados brasileiros, o Detro utiliza os parâmetros estabelecidos pelo Geipot, conforme o documento “Instruções Práticas para Cálculo de Tarifas de Ônibus Urbanos”.

Segundo a metodologia, são considerados no cálculo os preços dos insumos e os indicadores operacionais, como: tipo de veículo (urbano ou rodoviário); região por onde circula (Metropolitana ou Interior); quilometragem; média de passageiros transportados etc. Dos índices que deveriam ser aplicados conforme o Geipot, foi abatido o repasse financeiro concedido em 2017 pelo Estado referente às gratuidades, no valor de R$ 35,7 milhões, e a devolução de R$ 0,28, valor corrigido dos R$ 0,27 cobrados dos usuários das linhas intermunicipais ao longo de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *