Governo anuncia aumento em 50% da bandeira tarifária da conta de luz

Já não bastasse os problemas que o brasileiro tem enfrentado com a alta dos preços dos produtos, principalmente os alimentos, mais um item essencial vai ter reajuste. A conta de luz. Isso porque o governo federal anunciou na terça-feira (31) que o maior patamar da bandeira tarifária será reajustado em 50% a partir desta quarta (1º). A taxa-extra nas contas de luz subirá de R$ 9,49 para R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Como forma de incentivar a população a economizar o consumo de luz, O Ministério de Minas e Energia também anunciou um programa para os clientes residenciais e de pequenos comércios, que são atendidos por distribuidoras de energia. Dessa forma, a bandeira passará a se chamar bandeira tarifária “Escassez Hídrica” e causará um reajuste de 6,78% na tarifa média dos consumidores de energia. Os cidadãos de baixo poder aquisitivo que aderirem à tarifa social não serão afetados pelas novas regras da bandeira, sendo mantido o valor atual. A medida valerá de 1º de setembro a 30 de abril de 2022.

O programa dará um desconto nas contas de luz quem diminuir o consumo em pelo menos 10%. O bônus na tarifa deve valer até uma redução de 20%. Ainda que alguém economize acima desse percentual, não terá benefícios maiores. As medidas integram as ações do governo por causa da crise hídrica que ameaça o fornecimento de energia elétrica.

A crise hídrica é a pior dos últimos 90 anos, mas mesmo assim o governo não considera que a medida seja uma forma de racionamento de energia por não ser algo imposto ao cidadão, o que é obrigatório nesta situação mais drástica.

A última vez que se fez necessário um racionamento foi em junho de 2001, há 20 anos. Na ocasião o presidente era Fernando Henrique Cardoso. No início do ano seguinte, entre janeiro e fevereiro, com as chuvas que aconteceram no país os reservatórios voltaram a ficar em níveis suficientes de funcionamento e a medida foi encerrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =