Governador em exercício recorre à justiça para que seu decreto barre os de Axel e Paes

Na sexta-feira (19) o governador Claudio Castro junto com o prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT) e o prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), se reuniram no Palácio Guanabara e discordaram de ações a serem implantadas para o combate ao covid-19.

Marcaram um novo encontro para o dia seguinte, sábado (20). Castro se adiantou e realizou uma reunião com representantes do setor produtivo e empresários do estado sem comunicar aos dois prefeitos, que pretendiam realizar ações em conjunto com o governo do estado.

Por meio de redes sociais, o prefeito do rio vem fazendo críticas ao governador como em seu twitter onde escreveu : “CASTROFOLIA, a micareta do governador, definitivamente ele não entendeu nada do objetivo de certas medidas”.

Eduardo Paes e Axel Grael iriam se encontrara às 14h no Solar do Jambeiro em Niterói para uma coletiva e explicar ações no combate ao coronavírus, no momento há um grupo de 16 pessoas com cartazes e gritos contra os prefeitos e no local há três viaturas da PM.

A reunião foi transferida para às 17h no Teatro Popular de Niterói no Caminho Niemeyer.

O governador em exercício, Claudio Castro (PSC) agendou para às 18h desta segunda (22) uma reunião com o poder Judiciário em busca de apoio às medidas restritivas que fez como a formação de um feriadão sem o fechamento de atividades produtivas e comércio.

O objetivo de Castro é que a Justiça garanta que as medidas que ele vai decretar sejam as que efetivamente tenham valor, em detrimento das determinações municipais.


Paes e Axel vão anunciar em Niterói que decretarão ações bem mais restritivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × cinco =