Gonçalense integra equipe mista de futebol em cadeira de rodas

A digital influencer Evelyn Spangemberg Moura da Costa, de 34 anos, desde setembro do ano passado, integra o time misto de futebol em cadeiras de roda motorizada. Ela é moradora do bairro Gradim, em São Gonçalo, e treina todos os sábados na sede do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga), localizado na Avenida Brasil, no bairro Olaria.

“Descobri por intermédio de uma conhecida. Vi, numa postagem dela nas redes sociais, e perguntei onde era. Vou de São Gonçalo até as barcas em Niterói. Atravesso de barcas e chegando na Praça 15, uma van do clube me busca e leva até os treinos. É uma adrenalina muito boa, a emoção em jogar futebol é indescritível, ainda mais que futebol é uma paixão nacional. Fazer gol é muito legal”, comentou.

Segundo Dados da Federation International of Powerchair Football Association (Fipfa), em 2019 participavam da modalidade 2.120 homens e apenas 392 mulheres. Já em 2020, eram 2100 homens e 448 mulheres. Houve um crescimento de 14% no número de mulheres, e um declínio de -0,94% no número de homens. No Brasil, atualmente, são quatro mulheres praticando a modalidade. Evelyn é uma delas.

Além do futebol, Evelyn também treina bocha. Segundo ela, o esporte já era algo que havia treinado anteriormente. Ela conta que começou a praticar a bocha quando passou a frequentar o Instituto Brasileiro para fazer cursos de qualificação profissional.
“Comecei a fazer cursos para me qualificar. Nos dias que não estava nos cursos, treinava bocha. Quando soube que também tinha aqui, voltei a praticar. Faço o futebol de manhã e a bocha a tarde todo sábado”, comentou.

Sobre o Rio de Janeiro Power Soccer
O Power Soccer ou Powerchair é um futebol de cadeira de rodas motorizada. O esporte foi criado em 1978, na França, mas só chegou ao Brasil em 2011.O Power Soccer é o primeiro esporte de equipe competitivo concebido especificamente para ser disputado por pessoas portadoras de deficiências severas (tetraplegia, paralisia cerebral, distrofia muscular, entre outras)
Jogado a partir dos seis anos, por ambos os sexos, e que sejam usuários de cadeiras de rodas motorizadas, e sem condições para a prática de outros esportes.
O Rio de Janeiro Power Soccer é uma ONG fundada no ano 2014, que representa um time de futebol adaptado em cadeira de rodas. O seu time profissional de adultos é quatro vezes campeão brasileiro e já participou de vários campeonatos como a Taça Libertadores da América e o Mundial de Clubes, além de campeões da Champions Cup.
O clube nasceu do desejo de uma criança cadeirante em jogar futebol. O menino Lucas começou a praticar a modalidade com 8 anos de idade – completou 18 anos no ano passado, no mesmo ano em que terminou a escola. De cara, entrou para a seleção ainda novinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.