Goleada épica e nova final após 38 anos

O Flamengo está na decisão da Conmebol Libertadores. O Mais Querido goleou o Grêmio por 5 a 0, no Maracanã, na noite desta quarta-feira e se classificou para enfrentar o River Plate na final. Bruno Henrique, Gabigol, duas vezes, Pablo Marí e Rodrigo Caio marcaram os gols rubro-negros.

O primeiro tempo até que foi equilibrado, mas o Mengão foi para o intervalo com a vantagem no placar. Aos 41 minutos, Gabigol chutou, Paulo Victor soltou e Bruno Henrique completou para a rede: 1 a 0 Flamengo.

No segundo tempo, o Mengão sobrou. Logo no primeiro minuto, Gabigol pegou a sobra do escanteio e chutou forte de primeira: 2 a 0 Mengão. Aos 10 minutos, o artilheiro ampliou de pênalti: 3 a 0. Pablo Marí e Rodrigo Caio, ambos de cabeça, completaram o placar.

Com a goleada diante do Grêmio, no Maracanã, o Flamengo chegou à sonhada final da Copa Libertadores da América. A decisão, marcado para o dia 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago, no Chile, é a oportunidade do Rubro-Negro repetir o que conseguiu há 38 anos: o título do torneio continental e a classificação para o Mundial Interclubes.

Na edição de 1981 da Libertadores, a equipe comandada por Paulo César Carpegiani e capitaneada por Zico ficou no Grupo 3 da primeira fase, com Atlético-MG e os paraguaios Olimpia e Cerro Porteño como adversários. Com duas vitórias e quatro empates, o time carioca conquistou oito pontos, mesmo número do Galo. Assim, os dois clubes brasileiros deveriam disputar uma partida de desempate.

E a classificação rubro-negra veio de forma polêmica. Aos 32 do primeiro tempo, o árbitro José Roberto Wright expulsou Reinaldo por falta em Zico. Logo em seguida, Éder também levou o vermelho após reclamações e encontrão em Wright. Com isso, uma confusão se formou e e Chicão e Palhinha também foram expulsos. Por fim, o goleiro João Leite foi mandado para a rua por fingir uma contusão. Desse modo, o Flamengo acabou vencendo por W.O. e se classificando.

Na fase semifinal, disputada em formato de triangular com turno e returno, o Rubro-Negro enfrentou o Deportivo Cali, da Colômbia, e o Jorge Wilstermann, da Bolívia. Os cariocas não tiveram dificuldades e venceram as quatro partidas, garantindo a vaga na final.

O adversário da decisão foi o Cobreloa, do Chile. Na primeira partida, disputada no Maracanã, o Flamengo venceu por 2 a 1, com dois gols de Zico para os donos da casa e um de Merello para os visitantes. No jogo de volta, em Santiago, Merello voltou a marcar e trouxe o triunfo para os chilenos, exigindo a partida de desempate.

O duelo decisivo foi realizado no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. Camisa 10 e craque do time, Zico chamou a responsabilidade e balançou as redes mais duas vezes, assegurando a vitória rubro-negra por 2 a 0 e o título inédito.

Além de levantar o troféu, o Mengão também se credenciou para ir a Japão e enfrentar o Liverpool pelo Mundial. Agora, os comandados de Jorge Jesus podem reescrever essa história, já que os Reds foram vencedores da última Liga dos Campeões e vão disputar o torneio internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *