Globo e Conmebol encerram briga e emissora pode voltar com Libertadores em 2023

Entidade Sul-Americana divulgou comunicado no Twitter falando do acordo com a Vênus Platinada

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a Rede Globo de Televisão fizeram as pazes. A entidade mandatária no futebol da América do Sul anunciou nesta segunda-feira (25) no Twitter que chegou a um acordo com a emissora a respeito de um processo que acontecia por quebra de contrato por parte do canal de televisão carioca.

“A Conmebol e a Globo chegaram a um acordo e decidiram encerrar o processo em curso na Suíça por causa da rescisão do contrato de direitos da Copa Libertadores de 2019 a 2022”, afirmou a entidade em nota oficial.

A entidade finalizou o comunicado dizendo que o “entendimento reforça o respeito que sempre pautou a parceria de longa data entre as instituições”.

Com o fim da disputa judicial, a TV Globo também poderá entrar na disputa para retomar a Libertadores a partir de 2023, já que os atuais direitos de transmissão pertencem ao SBT até o fim da edição de 2022 do torneio, parecido com o que a emissora fez no imbróglio judicial envolvendo a Fifa sobre a transmissão para a Copa de 2022. Também neste caso, a situação foi resolvida em comum acordo.

De acordo com informação publicada pelo site Notícias da TV, o acordo foi extrajudicial e a emissora pagará um valor parcelado ao longo dos próximos dois anos como uma espécie de multa. Já o portal ge.com afirmou ter apurado que reuniões informais com os interessados nos direitos da competição devem ser marcadas nos próximos dias.

Apesar de ter falado em apuração, o portal em questão pertence ao Grupo Globo, também dona da emissora de televisão, que divulgou uma nota idêntica à emitida pela Conmebol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =