Geração de energia deve impulsionar economia de Macaé

A cidade de Macaé, no Norte do Estado do Rio de Janeiro, deve ganhar impulsionamento em sua economia, por meio da geração de energia. A empresa Eneva, responsável por 9% de toda geração de energia termelétrica do país, se uniu ao Grupo Vale Azul Participações (GVA) na estratégia de transformar o Terminal Portuário de Macaé (Tepor) em um polo de armazenagem, processamento e distribuição de gás natural produzido nas Bacias de Campos e de Santos.

A apresentação oficial desta estratégia, que marca a nova etapa de transformação de Macaé em “Capital da Energia”, aconteceu nesta sexta-feira (8), no gabinete do prefeito Welberth Rezende, que reuniu representantes de instituições da área offshore, comercial e industrial da cidade.

“Essa foi uma das reuniões mais importantes do ano no quesito desenvolvimento econômico do município. Eu acredito no trabalho integrado entre o governo e as instituições empresariais que sempre estão dispostas a construir um novo futuro de prosperidade para a nossa cidade”, destacou Welberth.

De acordo com o diretor de negócios da Eneva, Marcelo Cruz, a empresa aposta na viabilidade de implantação do hub do gás no Tepor, diante da estratégia de expansão da empresa no mercado de óleo, gás e energia.

“Macaé é um município de extrema relevância e de competitividade dentro do mercado de gás e energia brasileiro. O município mantém uma série de ativos instalados, além de potencial para novas entradas de produção de gás na região. Nos associamos ao Vale Azul por acreditar no potencial de Macaé e estaremos empenhados para iniciar o projeto no menor prazo que for possível”, disse o diretor.

O acordo representa um importante passo na estratégia da companhia de diversificação geográfica com o desenvolvimento de um hub de gás no Sudeste, com térmicas, infraestruturas associadas e suprimento de GNL via terminal de regaseificação, com grande potencial de acessar gás doméstico.

Representantes de diversas instituições se manifestaram de forma positiva e esperançosa após a apresentação, como no caso do presidente da Associação Macaense dos Contabilistas (Amacon) e representante do Repensar Macaé, Adail Costa Junior.

“É extremamente importante e relevante a atuação da Eneva no projeto Tepor, iniciativa que visa o desenvolvimento do estado e, principalmente, de Macaé, o que pode transformar nosso município na capital da energia”, observou Adail Costa.

Foto: João Barreto/Prefeitura de Macaé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 8 =