Furtos de energia estão na mira da polícia

A Polícia Civil flagrou três imóveis com furto de energia elétrica. As aconteceram em operações realizadas pela corporação, com apoio da concessionária responsável, nas cidades de Araruama, Itaboraí e Maricá. As ações, realizadas ao longo da semana, resultaram na prisão de seis pessoas em flagrante, sendo duas por furto de energia e quatro por formação de quadrilha, e mais quatro foram apenas autuadas, pois não se encontravam no local.

As ações foram coordenadas pela concessionária Enel, em em parceria com a 118ª DP (Araruama), 82ª DP (Maricá) e 71ª DP (Itaboraí). No bairro de Jardim Atlântico, no município de Maricá, foram encontradas irregularidades em três estabelecimentos comerciais – um bar, uma oficina mecânica e um salão de festas. Duas pessoas foram presas em flagrante e tivera, fiança estabelecida, o proprietário do salão de festas não foi encontrado e responderá pelo crime.

Em Araruama, a ação aconteceu nos bairros Praça da Bandeira, onde foram encontradas irregularidades em duas residências, e Rio Limão, onde uma lanchonete foi autuada. Ainda no bairro Rio Limão, foram encontrados ainda indícios de furto de energia em uma residência e um depósito de bebidas no mesmo terreno. O proprietário do estabelecimento, dois funcionários e o morador da residência foram conduzidos à 118ª DP, onde foram presos em flagrante por furto de energia e formação de quadrilha, por determinação do delegado responsável, sem direito à fiança.

Em Itaboraí, um haras encontrava-se sem fornecimento de energia proveniente da distribuidora desde janeiro de 2019. No local, foi identificado que haviam irregularidades no conjunto de medição, que registra a energia do local. Com o apoio dos policiais da 71ª DP e de um perito criminal do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), o conjunto de medição foi periciado e o arrendatário do local foi conduzido à delegacia. Não houve prisão.

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. As ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.

Conscientização

Para conscientizar a população sobre o perigo do furto de energia, a Enel Distribuição Rio realiza, além dos operativos, diversos projetos sociais em comunidades, com informações sobre o uso eficiente de energia elétrica, programas para geração de emprego e renda e revisão gratuita de instalações elétricas de consumidores com menor poder aquisitivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.