Funcionários terceirizados do Detran cruzam os braços

Vários usuários do Detran, que na manhã dessa quarta-feira (09) compareceram em postos do órgão para resolverem alguma pendência, foram surpreendidos com a paralisação das atividades de funcionários terceirizados que praticamente interrompeu as atividades nesses locais. O posto do Detran, situado no bairro do Fonseca, na Zona Norte de Niterói, foi uma dessas unidades. O problema para a interrupção do serviço teria sido a falta de pagamento desses trabalhadores.

O Detran informou que as unidades temporariamente paralisadas são os postos de vistoria de: Niterói, Itaboraí, Parada de Lucas, Nova Iguaçu, Vila Isabel, Cocotá, Haddock Lobo, Infraero, Santa Cruz, Paraíba do Sul, Itaperuna, Vassouras, Angra dos Reis, Petrópolis, Macaé, Nova Friburgo, São Pedro da Aldeia, Magé, Mesquita, Valença, Cachoeira de Macacu, Paty de Alferes, Campos I, Cordeiro, Paracambi, Macuco, Barra do Piraí, Casimiro de Abreu, e Miguel Pereira. Outros postos – de Campos 2, Campo Grande, Santa Cruz e Barra Mansa – estão fechados após funcionários testarem positivo para Covid-19.

As empresas terceirizadas afirmam que estão com os salários dos funcionários atrasados por conta da ausência de repasses. Uma delas, a Angels, que faz o serviço de identificação civil, chegou a enviar uma nota para o presidente do Detran-RJ informando que, se o pagamento não fosse efetuado, as atividades seriam suspensas. Os trabalhadores reclamam da dificuldade que é continuar exercendo as funções sem os vencimentos, que não correm há dois meses.

“O Detran.RJ esclarece que algumas unidades de vistoria estão com o atendimento interrompido temporariamente devido à mudança da empresa que presta serviços. A previsão é de retomar as atividades até o fim da semana. Quem estava agendado e não conseguiu atendimento poderá voltar ao mesmo posto nos cinco dias úteis subsequentes à reabertura, sem necessidade de reagendamento”, acrescentou a nota.

Bruno da Silva, designer gráfico, de 32 anos, foi uma das pessoas que foram surpreendidas diante do posto do Detran fechado, no Fonseca. “Ninguém avisou nada que estaria fechado. Na verdade eu ir fazer um procedimento de transferência para um amigo que trabalha no Rio. Vim para ajudá-lo. O Detran poderia ter comunicado alguma coisa. Me informaram hoje (ontem) que estão trocando a empresa que presta serviço de emplacamento e por isso o serviço está suspenso temporariamante. Só na próxima quarta-feira que estarão refazendo o serviço. Eu acho que pelo menos no site deveriam ter explicado. Pelo menos o período da manhã eu perdi, vindo até aqui ao posto. Me programei para isso e acabei me prejudicando”.

O vendedor autônomo, Luciano Barcelos, de 41 anos, foi outro prejudicado. “Tinha serviço agendado para hoje (ontem), de transferência de propriedade, e encontrei o portão fechado. Ninguém me avisou nada. Por conta disso, atrasei parte do meu dia, deixando de trabalhar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − dois =