Funcionários do Detran param e pedem por melhores condições

Augusto Aguiar

Os serviços prestados pelo Detran ficaram prejudicados, desde a manhã de quarta-feira (17), quando parte dos funcionários paralisaram suas atividades reivindicando melhores condições de trabalho. Um grupo realizou um ato no Centro do Rio. Também, entre as reivindicações, está o reajuste salarial da categoria, que não ocorre há vários anos. O movimento de greve ocorre desde a semana passada.

“A gente queria informar para a população que o nosso movimento não é só greve, mas de socorro para que a gente tenha posições dignas, de oferecer serviço de qualidade, que paga caro e não consegue ser atendida. Durante a pandemia, a gerência administrativa, que se arrasta há muitos anos no Detran, ficou mais evidente e agravada. A gente não tem condição mínima de trabalho. Falta água, falta material para trabalho e de limpeza. As áreas de exame estão sem banheiros quínicos. Enviamos para a administração uma solicitação para que eles nos informassem o que seria serviço essencial para que a gente pudesse funcionar durante o movimento. Até hoje não obtivemos resposta”, afirmou a diretora de Relações Públicas do SinDetran, Tatiana Oliveira.

Através de sua assessoria, o Detran informou que respeita o respeita o direito à greve, mas “esclarece que parte dos serviços está mantida nos postos, já que o movimento é de servidores concursados, e empresas prestadoras de serviço e comissionados seguem trabalhando”.

Também, de acordo como Detran, o movimento afeta diretamente a população, “prejudicando os serviços de identidade, habilitação e veículos, que já estão com demanda reprimida por conta da pandemia”.

Foi informado ainda que a paralisação está impactando também os mutirões, que já atenderam mais de 80 mil pessoas aos sábados.

“Sobre as demandas do movimento, a administração do Detran.RJ mantém reuniões semanais com o sindicato. Na última, em 12 de fevereiro, foi tratado, inclusive, um cronograma com as datas para atender cada solicitação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 5 =