Funcionários de construtora fecham rua em manifestação no Barreto

Aline Balbino

Cerca de 50 funcionários e ex-funcionários da Construtora Zadar realizaram uma manifestação na Rua Luiz Palmier, no Barreto, Zona Norte de Niterói, em frente à Secretaria de Ordem Pública (Seop). Eles reivindicaram o pagamento de salários atrasados, férias vencidas e reclamaram da demissão de 60 trabalhadores. Os demitidos estariam sem receber seus direitos trabalhistas desde o dia 25 de novembro, quando a empresa disse que acertaria todos os pagamentos. Os manifestantes fecharam a rua e atearam fogo em pneus e pedaços de madeira. A via foi interditada e a Guarda Municipal chamada para ordenar o trânsito que funcionou no esquema siga e pare. Apenas a faixa que seguia sentido São Gonçalo ficou liberada para fluxo. A Polícia Militar também garantiu a ordem durante o protesto.

O eletricista Jackson Lopes é um dos demitidos e explicou que entrou em contato com a empresa para reivindicar o pagamento de seus direitos, mas que não recebeu resposta sobre previsão da quitação da dívida.

“Mandaram 60 pessoas embora. Tem gente aqui que está sem pagar pensão. A empresa nos demitiu e não nos pagou nada. E para piorar, eles ainda cancelaram nosso Bilhete Único. Tinha gente com dinheiro acumulado no bilhete e agora não tem nada. Nosso tíquete-alimentação estava sendo pago fora da data e pingado”, disse.

O pedreiro Alexandre Levino informou que está o salário dos funcionários que permanecem contratados.

“Tem gente sem pagamento, sem 13º salário e com férias vencidas”.

A empresa Zadar foi procurada, mas não atendeu os telefonemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =